A tragédia grega do nosso dia a dia

A clássica tragédia grega é repleta de histórias que poderiam acontecer a qualquer pessoa comum. E foi o que o espetáculo Gota D’Água provou, quando estreou na década de 70. Com canções e versos de Chico Buarque e Paulo Pontes, o musical se tornou um marco do moderno teatro brasileiro.

Agora, uma nova montagem promete causar o mesmo impacto. Gota D’Água (a seco) estreia no dia 6 de maio sob a direção de Rafael Gomes, no Theatro Net Rio, em Copacabana, Rio de Janeiro.

Também em forma de musical, o espetáculo tem Laila Garin interpretando a emblemática Joana (personagem adaptada da trágica Medéia, do clássico original de Eurípedes), e Alejandro Claveaux como Jasão.

Com cinco instrumentistas em cena, a música tem papel marcante na peça, tornando tudo mais dramático. À frente do grupo Pedro Luís, que mistura samba, suingue e rock’n roll, Pedro Luís assina a direção musical de Gota D’Água (a seco). Ele também vem atuando como orientador musical do site Olheiro Musical (olheiromusical.com), um espaço para lançamentos de novos músicos brasileiros.

 gota dagua

De 6 de maio a 26 de junho

Theatro Net Rio

Siqueira Campos, 143 – 2º piso – Copacabana – Tel: 2547-8060

theatronetrio.com.br

5as, 6as e Sab – 21h, Dom – 20h

Ingressos: de R$ 50,00 a R$ 150,00

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Patricia Costa
Editora-chefe do ArteCult.com Jornalista, roteirista, mãe, poeta, editora, escrivinhadora, atriz. Mulher. Sou filha da PUC-Rio, formada em Comunicação Social com habilitação em jornalismo. Trabalhei em revistas sobre meio ambiente e educação. Fui parar na TV na produção do Globo Ecologia e logo estava participando da criação do Canal Futura, onde fiquei por mais de 7 anos. Trabalho na MultiRio, uma produtora de multimeios educativos da prefeitura do Rio de Janeiro, há 10 anos, atuando como roteirista e editora. Colaborei para o site Opinião e Notícia por 2 anos escrevendo sobre Educação, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente: opiniaoenoticia.com.br Escrevi também para a Revista do Senac Educação Ambiental por cinco anos. Me formei em teatro pelas mãos de Bia Lessa. Fui dirigida por Alberto Renault e Roberto Bontempo. Conheci muita gente talentosa. Aprendi com muita gente boa. Fiz cursos livres de canto, de dança flamenca, de locução de rádio e de roteiro para TV e cinema. Sou uma leitora contumaz. E ótima ouvinte. Gosto de observar a vida e de dar pitaco em alguns assuntos os mais variados. Mãe de dois adolescentes, continuo aprendendo sobre a vida todos os dias. O humano me encanta. E me aterroriza também!