Mudando o mundo através do Amor

Oi. Como se sente?

O ano de 2018 começou e com ele muitas transformações. Profundas e marcantes.

No final do ano passado, enviamos aos nossos amigos, conhecidos e familiares, um curto vídeo de felicitações de ano novo onde, ao final, trouxemos dois questionamentos que gostaríamos de compartilhar com você, amado leitor.

São questionamentos que mudaram a nossa maneira de perceber o mundo e, claro, chegaram a nós no momento em que estamos mais preparados a compreendê-los.

Acreditem. Na vida nada é por acaso! [nota do editor: não vou cansar de repetir isto…]
Tudo chega na hora e no tempo certos.

“O quanto você está comprometido em mudar a sua vida?”

“Qual a sua responsabilidade na desordem da qual você se queixa?” – Freud

Desejamos, sinceramente, que esses questionamentos gerem estímulos que lhe façam perceber a maneira como você está lidando com o seu exterior.

Em nosso post anterior sobre a Corrente do Bem (releia-o aqui), dissemos que traríamos a historia de John Thuo. Uma linda e rica narrativa de como se pode transformar vidas com uma simples ação no bem, mas gostaríamos de relatar uma história mais ‘tupiniquim’ nesse primeiro post de 2018.

Leia sobre John Thuo na integra aqui.

Nosso desejo neste espaço é escrever sobre ascender em você a sua espiritualidade e que essa ascensão, essa busca, nos conecte em elos de continuidade que começa discreta e prossegue estendendo seus benefícios. É o que chamamos de corrente do bem.

No cenário atual de nosso Brasil, estamos constantemente sobrecarregados com falta de ética, valores morais distorcidos e ações sociais com interesse politico-eleitoral. São empresas e empresários absolutamente despreocupados em retornar aos clientes e consumidores o minimo que a legislação lhes garante.  São atendimento, compra, venda, produtos e serviços em um nível de reclamações cada dia mais alto. Porém, nesse deserto de esperanças que a sociedade nos apresenta encontramos exemplos de que sim, existe honestidade e, acima de tudo, onde o cliente é o foco. Onde o bem estar do ser supera o ganho material.

Abaixo deixo o link onde essa experiência pode ser lida e,claro, deve ser compartilhada! O amor está por aí, em todo lugar, talvez imperceptível, mas em todo lugar, até dentro de você! Celebremos o amor porque ele é a fonte da vida. Enquanto houver vida, haverá amor. Enquanto houve amor, haverá corrente do bem. Parabéns à empresa e sua equipe pela atitude, parabéns ao casal pelo reconhecimento.

Muita paz!

Renata, durante a gravidez, ao lado do marido no quarto que havia montado para a filha.

Clique na foto para exibir a matéria na integra…

Foto: Reprodução/ Renata Marino Senise

Mãe perde bebê e loja de móveis que montou seu quarto dá a melhor resposta…

Fonte: Estadão

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

A Espiritualidade das coisas. Gemkos Astazerld
Formado em Marketing, Estatística e Analista de sistemas, casado, praticante de meditação, amante da natureza, vegano. Há vinte anos entusiasta sobre assuntos de psicologia, espiritualidade, religiosidade e evangelização. Blog em http://gemkosastazerld.blogspot.com

3 comments

  • Estamos aqui para nos ajudar. Esse é meu lema e está sempre em prática. Um que ajudo pode ser menos um a softer, uma ajuda que recebo pode ser um problema a menos. De um em um cresce a esperança e motivação para seguir em frente.

  • Por mais atitudes assim, ou seja, contagiar as pessoas a buscar um olhar diferente nas coisas da vida que realmente tem seu valor
    Afinal de contas, chegamos nesta vida sem nada e dela um dia partiremos sem levar nada!
    A única coisa que Se pode ter é energias boas pelas atitudes feitas

  • Raphael Gomide

    Obrigado pessoal. E este autor veio mesmo para agregar a este projeto que tem como principal missão espalhar conhecimento e enregia boa para as pessoas. Muito feliz com nosso time de colaboradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *