Marvada

2 - MarvadaCarneCartazAinda hoje, não é incomum ver um nariz torto quando se fala de cinema brasileiro, e em tempos mais difíceis do que os atuais, eu costumava usar minha frase que derrubava qualquer preconceito: “Mas você já assistiu A Marvada Carne?”.   Pois é, tem que assistir.

Uso esse argumento até hoje e olha que Marvada é de 1985, mas é um filme que não envelhece.  Fernanda Torres está novinha, ainda gordinha de bochecha, linda, impagável. É bem verdade que o tempo é mais lento e é preciso um certo esforço da nossa parte para entrar nesse universo de curupira, saci e outras lendas do folclore brasileiro.

Sem dúvida, vale a pena – peço menos de dez minutos de insistência. Com nove de filme Fernandinha entra de maneira magistral, ela e Santo Antônio.

3 - amarvadacarne4-300x199

A jovem Fernanda Torres e seu Santo Antônio

Os dois contracenando rendem cenas que ficam na nossa cabeça e vez por outra nos fazem sorrir aparentemente sem motivo. Outra pérola do filme é a cena com Regina Casé sobre a qual não se deve dar muitos detalhes. O que posso dizer é que passar uma hora e pouquinho na companhia desse povo que cria galinha solta e puxa cabra na corda como se fosse na coleira é uma pausa deliciosa na rotina.

O filme do André Klotzel está liberado no youtube, na íntegra. Quem não assistiu, vai lá! E quem já viu, vale a pena ver de novo!!

www.youtube.com/watch?v=lIm0TToUW4k

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Claudia Ebert
Jornalista e prioritariamente um bicho de televisão. Adoro cinema e tenho queda forte por documentários. Minha vida profissional já pairou na GloboNews, Globosat e por produtoras que faziam programas para a Globosat. Falo pouco de mim, mas escuto histórias - as interessantes! -, e prometo contá-las aqui.