“AGORA (DEPOIS)”: Um brinde ao amor e toda coragem de mostrar o vazio que fica quando ele acaba

 

“Cantar o amor é uma predestinação dos poetas. Quando esse mesmo amor acaba (por concluir ou não seu ciclo), o poeta corre o risco de cantar ainda mais – e melhor. No seu terceiro livro, Thassio Ferreira faz mais do que poetizar as dores provocadas pela ruptura de uma relação amorosa. Ele expõe de forma corajosa todo o vazio desse não-lugar que ocupamos  quando não mais pertencemos a outrem (e nem quiçá a nós mesmos)” — texto da orelha do poeta Christovam de Chevalier.

Em seu terceiro livro de poemas “agora(depois) ”  (Editora Autografa) , Thássio Ferreira desnovela a linha do tempo de uma história de amor, de trás para frente, em 52 poemas organizados em duas partes: um “agora (depois)” instalado com a separação; e o “agora” anterior, do início do relacionamento até sua crise. Dividindo esses dois tempos, um retrato em prosa do momento fatal em que o barco se desamarra do cais.

Entre referências e epígrafes que remetem a Caio Fernando Abreu, Herbert Vianna, Drummond, O Mágico de Oz, Marvin Gaye, Jards Macalé, Tulipa Ruiz, Clarice Lispector e Peninha, o poeta “canta como quem parisse espinhos, sem meias palavras. E, assim, brinda-nos com textos de forte riqueza imagética. Como se o leitor não tivesse nas mãos um livro, mas uma tela sobre a qual são projetadas cenas reais, tamanho o despudor do que é narrado/cantado”, ainda segundo Christovam de Chevalier.

 

sua escova e eu

sua escova de dentes

tem sentido saudades

o que é bom pra mim:

ocupo-me em adestrá-la

à sua ausência

— tão larga que sequer

esperou você partir

para ocupar a casa

 

 

versículo

lavar de si a dor

depois de aprender seu evangelho

 

 

estrofe a G.B.N.

não consigo te orgasmar a ver

nem saberia mesmo nomear

e menos poderia, com minhas

                                                  brutas e emocionadas mãos

tecer, de fios de sonho, plenitude e ar

a pulsacionice que a pura existência

do teu amor faz em mim vibrar

 

 

 

Lançamentos:

 

  • dia 07/12, das 16h às 20h, no Galeria Café: rua Teixeira de Melo, n. 31, lj E, Ipanema, Rio de Janeiro/RJ, com leitura de poemas pelo autor e os/as poetas Paulo Sabino, Christovam de Chevalier e Hélen Queiroz (https://www.facebook.com/events/438588743507521/)

 

 

SOBRE O AUTOR

Thássio Ferreira, escritor radicado no Rio de Janeiro, é autor de (DES)NU(DO) (Ibis Libris, 2016) e Itinerários (Ed. UFPR, 2018 —  obra vencedora do i Concurso Literário da editoria universitária). Foi editor e curador da Revista Philos de Literatura Neolatina. Tem poemas e contos publicados em revistas e antologias, como Revista Brasileira (nº 94), da Academia Brasileira de Letras, Escamandro, Gueto, Mallarmargens, Ruído Manifesto, Germina, Revista Ponto (SESI-SP), Vício Velho, InComunidade (Portugal), e outras. Seu conto “Tetris” foi o vencedor do Prêmio Off Flip 2019, e seu livro inédito “Cartografias”, finalista do Prêmio Sesc 2017. Participou da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP) em 2017, na Casa LIBRE & Nuvem de Livros, a convite da Liga Brasileira de Editoras — LIBRE, e em 2018 e 2019 como realizador e debatedor da Casa Philos, dentre outros festivais de literatura e artes, como a Festa Literária de Santa Teresa-RJ (FLIST), Festival Literário de Poços de Caldas (Flipoços) e Primavera Literária/RJ. Mantém a página facebook.com/thassioescritor e o instagram @thassiof.

 

SERVIÇO:

agora (depois)

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação ArteCult.com
Redação do Portal ArteCult.com.   Expediente: de Seg a Sex - Horário Comercial.   E-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com.   Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *