007: Sem Tempo Para Morrer. Um bom filme, mas a gente esperava mais…

 

007: Sem Tempo Para Morrer” finalmente chegou ao público, logo após o adiamento por conta da pandemia. Então, é hora de darmos adeus ao Daniel Craig como um agente secreto. Mas será que esse final foi bom?

Cena de “007 – Sem Tempo para Morrer”. Foto: Divulgação/ Universal Pictures Brasil.

Começo a crítica parabenizando a trilha sonora e as imagens de ação, definitivamente não decepcionaram. E uma cena de luta bem feita, é capaz de tirar fôlego e deixar quem está assistindo vidrado a todo segundo no que pode acontecer, principalmente, se você é daqueles que torcem para o personagem não se machucar.

Cena de “007 – Sem Tempo para Morrer”. Foto: Divulgação/ Universal Pictures Brasil.

Outro ponto importante é a diversidade no elenco. Tivemos mulheres incríveis que dominaram a tela do cinema. E um personagem homossexual, que é um grande passo para um filme tão padrão quanto esse (Homem branco salvando o mundo desde 1962 – lançamento do primeiro filme da franquia).

Cena de “007 – Sem Tempo para Morrer”. Foto: Divulgação/ Universal Pictures Brasil.

Além disso, acho que deveriam ter mantido a Lashana Lynch como 007, porque ela é fantástica e Ana de Armas tem todo meu coração também. Mas, vamos dar um passo de cada vez, até porque quem sabe no futuro exista uma herdeira para honrar o sobrenome.

Cena de “007 – Sem Tempo para Morrer”. Foto: Divulgação/ Universal Pictures Brasil.

Depois de destacar alguns pontos positivos, preciso falar sobre algumas partes que me incomodam: como o roteiro confuso, – principalmente da metade para o final do longa – o vilão caricato e sem graça (típico do Rami Malek) e os cortes bruscos, sem aquela suavizada para construir a cena.

Cena de “007 – Sem Tempo para Morrer”. Foto: Divulgação/ Universal Pictures Brasil.

Sinceramente, essa parte acaba estragando a experiência do espectador, que esperou tanto tempo para ver esse longa. Essa falta de aprofundamento do vilão e a correria do final, me fizeram terminar com sentimento de “esperava mais”.

Cena de “007 – Sem Tempo para Morrer”. Foto: Divulgação/ Universal Pictures Brasil.

“007 Sem Tempo para Morrer”, tem boas cenas de ação, uma ótima trilha sonora e momentos icônicos. Porém, peca no desenrolar da história e aprofundamento dos personagens, que são a base da construção de uma boa narrativa.

CONFIRA O TRAILER

 

NOTA – 7

Critica – Larissa Vale do CABINE SETE
(siga @cabinesete no Instagram!)

 

 

 

 

 


ArteCult – Cinema & Companhia

Siga nosso canal e nossos parceiros no Instagram para  ficar sempre ligado nas nossas críticas, últimas novidades sobre Cinema e Séries, participar de sorteios de convites e produtos, saber nossas promoções e muito mais!

@artecult , @cinemaecompanhia , @cabinesete ,
@cinestimado,  @cineelaw e @marimastrange

#VamosParaOCinemaJuntos

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

O instagram @cabinesete é um projeto criado por Larissa Vale, Gabriela Carvalho e Iana Nunes para levar entretenimento e informação do mundo do cinema e da TV, de forma divertida e responsável, para todos aqueles que amam este universo tanto quanto nós. Agora o Cabine Sete vai estar aqui também no Canal CINEMA & SÉRIES do ARTECULT ! Mas não esqueçam de nos seguir no Instagram, ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *