Band e CUFA Abraçam a Bahia: CUFA e Frente Nacional Antirracista lançam campanha para ajudar crise na Bahia

CUFA e Frente Nacional Antirracista lançam campanha para ajudar crise na Bahia
Nome da ação é Band e CUFA Abraçam a Bahia

 

Com a crise humanitária que assola o sul da Bahia, por conta das fortes chuvas, a Central Única das Favelas (CUFA) e a Frente Nacional Antirracista (FNA) se unem para uma campanha de arrecadação e distribuição de donativos para famílias que tiveram prejuízos. A campanha Band, FNA e CUFA Abraçam a Bahia tem o apoio do Grupo Bandeirantes de Comunicação.

Quem quiser ajudar pode doar através do pix abraceabahia@cufa.org.br

O valor será revertido em cartões digitais para compra de alimentos e outros itens. As doações de cestas básicas e produtos de higiene físicos estão sendo arrecadas no Colégio Municipal de Porto Seguro – Rua Itagiba S/N, Centro em frente ao correio.

“O DNA da CUFA é esse. É sempre se fazer presente, quando o povo precisa. Teve essa crise humanitária no sul da Bahia, e prontamente usamos a nossa capilaridade e credibilidade para ajudar as pessoas que tiveram perdas materiais”, disse Preto Zezé, presidente nacional da CUFA.

Desde junho, a CUFA Bahia vem beneficiando cidades do sul e extremo sul do estado com mais de 117 toneladas de alimentos, em parceria com a empresa Vale que durou 6 meses, onde foram contempladas sete aldeias indígenas e cidades como Itabuna, Mucuri, Paratinga e regionais.

“A Frente Nacional Antirracista vem fazendo ações em prol do povo preto, nos últimos tempos. Por isso, mais uma vez, vamos ajudar a quem precisa. O povo da Bahia está precisando de ajuda, e estamos com eles”, falou Tamires Sampaio, da Frente Nacional Antirracista.

 

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação do Portal ArteCult.com.   Expediente: de Seg a Sex - Horário Comercial.   E-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com.   Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *