Música: Assista ao Vídeo de “Onde O Rio É Mais Baiano”, mais uma das Canções de Caetano Veloso, acompanhado de Ivan Sacerdote e Mosquito

Acaba de ser apresentado mais um vídeo do recém-lançado álbum “Caetano Veloso & Ivan Sacerdote

https://umusicbrazil.lnk.to/CaetanoVelosoIvanSacerdote

O vídeo de “Onde o Rio é mais Baiano” já pode ser visto no canal oficial de Caetano Veloso no YouTube. No álbum, o aclamado cantor e compositor apresenta o jovem e talentoso clarinetista – acrescentando o gingado carioca do sambista Mosquito, na participação em duas faixas, e ao violão de Cezar Mendes e a lixa de Moreno Veloso em “Aquele Frevo Axé”.

 

Assista agora: 

 

 

 

 

Ao todo, o CD traz nove releituras de Caetano, que foram registradas no estúdio em Salvador, durante o fevereiro de 2019 e no estúdio da Vevo, em Nova Iorque, em abril do mesmo ano. O projeto tem seu show de lançamento marcado para o dia 8 de fevereiro no Teatro Castro Alves – em Salvador, e seguirá para outras cidades como Rio e São Paulo ainda no primeiro semestre.

O projeto conta com as seguintes faixas: “Peter Gast”, do álbum “Uns” (1983); “Aquele Frevo Axé”, gravada originalmente por Gal Costa no disco homônimo, lançado em 1998; a faixa-tema, “Trilhos Urbanos”, do álbum de Caetano, “Cinema Transcendental” (1979); “O Ciúme”, do álbum “Caetano Veloso“, de 1987; “Você Não Gosta de Mim”, presente no álbum “Muito Mais Caetano” (2005); “Manhatã” e “Minha Voz Minha Vida”, ambas do disco “Livro“, de 1997; “Onde o Rio é Mais Baiano”, do álbum “Prenda Minha“, de 1998, e “Desde que o Samba é Samba”, apresentada em 1993 no álbum “Tropicália 2“, de Caetano Veloso e Gilberto Gil.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Daniela Fróes
Musicalmente eclética, apaixonada pela diversidade dos estilos, das festas e festivais, amante de uma boa música, principalmente das batidas eletrônicas. #Música #MúsicaEletrônica - Nunca se precisou de drogas para senti-la, a essência da batida, a sonoridade toca a alma de um jeito que não da pra ficar parado! "Quem não sente a melodia acha maluco quem dança"!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *