A dança e as relações com o improviso : Novo texto de Renata Borges para o Canal DANÇA

 

A partir de algumas observações sobre o improviso no processo de criação na dança, percebe-se que alguns corpos se encontram entre a fisicalidade e a não integridade da energia para a composição do movimento. O bailarino permanece em movimento, mas não se encontra em energia potente no espaço.

O que se nota é uma urgência em compor, sem desejar o movimento. O bailarino esquece que o improviso pode ser um exercício de reencontro, de mostrar o que lhe é próprio, e para isso conduzir seus movimentos a partir de uma energia na qual precisa ser potencializada para que não haja um movimento preenchido de vazio.

O bailarino esquece que improvisar é exteriorizar o que foi previamente interiorizado. Improvisar é, sobretudo, dançar. E o que se percebe é uma ausência de energia antes de entrar no palco. Desse modo, pode-se considerar que a modificação entre o antes da dança propriamente dita, e o lugar da cena, entre o lugar do cotidiano e do extra – cotidiano, pode indicar a não apropriação do bailarino da técnica. Esta energia, de certa forma ausente conforme Barba (1995), pode ser substituída por uma energia potencializada.

Outro ponto a ser considerado é se intenção do bailarino é um ponto de interferência em sua criação, ou seja, se para haver dança é preciso estar em intenção de movimento. Segundo Barba (op.cit.), o corpo é conduzido a vários níveis, e a representação do ator estudada pelo autor, aqui também considerada pelo bailarino, é constituída por vários níveis de organização exceto pela intenção.

Deste modo, não existem conclusões a respeito do melhor uso do corpo do bailarino diante do improviso. O que existe são caminhos para que o bailarino potencialize esta energia, segundo Barba (op.cit) permite a construção de seu movimento.

 

RENATA BORGES

 

Referências Bibliográficas

BARBA, Eugênio; SAVARESE, Nicola. A arte secreta do ator: dicionário de antropologia teatral. Campinas: Hucitec,1995.

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

RENATA BORGES
Colaboradora e Membro do Corpo Editorial do Site ArteCult, e Doutoranda em Letras pelo Programa de Pós Graduação em Literatura, Cultura e Contemporaneidade da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Mestre em Letras pelo Programa de Pós Graduação em Literatura, Cultura e Contemporaneidade da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, contemplada com bolsa de estudos vinculada ao CNPQ. Instrutora de Pilates, ministra aulas particulares voltadas a diversos públicos. Mestre em Reiki, atua como difusora do método em atendimentos particulares e à distância. Desenvolve um trabalho de criação, direção e interpretação em dança contemporânea, que investiga o estudo do gesto nos terreiros de candomblé como fundamentação para uma escrita performática a partir da observação dos estados corporais no ritual e na performance.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *