IT – CAPÍTULO 2: Grandioso, tenso e muito mais Pennywise para você

Ninguém que morre em Derry morre de verdade…

O tão aguardado desfecho de “IT – A Coisa” está entre nós:  o capítulo 2 que estava sendo esperado por fãs de todo o mundo e pelos grandes admiradores das obras de Stephen King, considerado como um dos grandes nomes do gênero horror.

IT – Capítulo 2” é grandioso em diversos contextos, mais maduro, mais tenso, mais pesado e muito mais Pennywise, pois aqui o palhaço dançarino ganha muitas nuances e descobrimos mais sobre sua origem. E o que falar do cast que interpreta as crianças na fase adulta? Atuações dignas de aplauso, o diretor Andy Muschietti sabe muito bem entregar uma readaptação desta obra clássica.

Confira nossa crítica a seguir , sem spoiler.

A trama aborda a história após vinte sete anos depois do Capitulo 1 e nela vemos Mike (Isaiah Mustafa) que percebe que o palhaço Pennywise (Bill Skarsgard) está de volta à cidade de Derry. Mike, diferente dos demais “losers”,  passou todos esses anos estudando sobre “A Coisa”. Assim, ele acaba convocando os antigos amigos do Clube dos Otários para honrar o juramento que fizeram no final do último filme, a promessa de infância de acabar com o inimigo de uma vez por todas caso ele retornasse.

A partir deste ponto, quando Bill (James McAvoy), Beverly (Jessica Chastain), Ritchie (Bill Hader), Ben (Jack Ryan) e Eddie (James Ransone) retornam às suas origens em Derry, eles precisam confrontar os traumas nunca resolvidos de suas infâncias, camadas complexas que ecoam até hoje na vida adulta, além de unir forças para conseguirem destruir de uma vez por todas “Pennywise”.

É notória, nesta versão do diretor Andy Muschietti do Capitulo 2 de IT,  a sua mão certeira, o filme possui uma estrutura repleta de referências e homenagens e é necessário que o telespectador reveja o filme várias vezes para ter noção de todas elas.

O primeiro ato do filme empolga e provoca um sentimento de tensão contínuo, o filme impressiona, vale mencionar inclusive que transita de maneira orgânica entre as fases adultas do Clube dos Otários e flashes de seu passado, inéditos até aqui. Além disto, vemos tanto em Derry como nas cenas com Pennywose, um teor mais forte de violência e muito sangue. Vale ressaltar aqui a forma didática apresentada contando a origem da entidade, sem deixar pontas soltas.

Todos esses pontos culminam em seu final, o que é um fator que é também estudado e demonstrado sobre adaptações cinematográficas baseadas em livros e é perceptível que o próprio diretor faz uma sátira disso. As fugas cômicas caminham de mão dadas com os momentos mais tensos da trama, provocando uma montanha-russa de emoção no público.

Neste longa, o principal fator a ser demonstrado além das ótimas cargas dramáticas é o “medo” propriamente dito e como este sentimento funciona no ser humano.

Aliás este pode ser o maior objetivo deste capítulo: demonstrar como cada um dos seus ricos personagens, que foram extremamente bem construídos, devem lidar com seus medos, pois este é um dos principais fatores que alimentam o terrível e sarcástico Pennywise.

Assim, o público acaba embarcando ainda mais fundo nos personagens, percebe-se o intuito de conhecer melhor cada um deles, bem como o passado e o presente se conectam com a cidade de Derry onde habita Pennywise e ,por mais que eles estivessem tão distantes, suas conexões com aquela criatura e com a cidade se fortalecia cada vez mais, logo mostra como era inevitável chegar ao momento de encararem seus respectivos passados assombrados pelo monstro e, por hora, não lembrados.

Desde o CGI, ótima fotografia até a trilha sonora, todos estes pontos em IT 2 são ainda mais grandiosos e bem caprichados comparados à primeira produção. Vemos assim que os Estúdios Warner Bros não pouparam esforços , capricharam para entregar um produto de qualidade para os fãs de IT e para o público em geral.

Um dos pontos de maior relevância aqui é o novo elenco, cada um dos personagens em suas fases adultas são impressos com consistência na tela, com seus respectivos timmings e características e você realmente consegue notar cada um destes ligados aos personagens representados pelo talentoso elenco mirim do Capitulo 1, tudo isto é de encher os olhos, tanto nos aspectos físicos, como na forma de agirem, sendo assim, um ótimo trabalho de preparação do elenco. Mas, aqui o brilho é maior  é da fantástica e espetacular atuação de  Bill Skarsgard como Pennywise, que transita de todas as formas e de maneira convicta e natural entre as complexas camadas do seu fantástico personagem, entre nuances de humor e outras cargas de emoção, o que faz com que o personagem seja ainda mais rico do que o da própria obra de Stephen King. Incrível.

CONFIRA O TRAILER:

 

 

 

 

Apesar de possuir algumas desconexões em relação às características de bravura e coragem de alguns dos seus principais personagens,  IT 2 mais acerta do que erra em sua execução e nos entrega uma obra diferenciada com desfecho grandioso para esta que é uma das grandes franquias do gênero horror dos últimos tempos. A ponto de no final da sessão sentirmos falta, muita falta, do “Clube dos Otários”, Pennywise e Derry.

O filme vale muito à pena o ingresso, não percam essa conclusão épica, tensa e com excelentes atuações.

NOTA : 8,0

LUAN RIBEIRO

 

 

 

ARTECULT – Cinema & Séries
Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult , @cinemaecompanhia , @casaldecinema,
@cabinesete ,  @cinestimado e @resetdepoisdever

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Luan Ribeiro
Sou natural de Mata de São João, Bahia, mas atualmente moro na cidade do São Paulo. Sou formado em Engenharia, mas sempre tive uma verdadeira fixação pelo universo cinematográfico e sou o admin do @CinemaeCompanhia no Instagram. Assistir um filme é minha válvula de escape para mergulhar e me aventurar em mundos totalmente novos e me desligar dos problemas do dia-a-dia. Aproximadamente de duas a três vezes confiro as estreias da semana nas telonas, digamos que eu seja quase um “rato de cinema”. rs Será um enorme prazer compartilhar aqui minhas opiniões sobre os filmes e suas principais curiosidades. E uma ótima oportunidade para poder aprender e "trocar figurinhas" com todos vocês! Espero que se divirtam muito e curtam minhas dicas. Que a FORÇA esteja com vocês!!! Forte abraço! Luan Ribeiro. Instagram.com/CinemaeCompanhia e-mail: luancribeiro@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *