Onde Tem Dança em Fevereiro no Rio de Janeiro

No mês de fevereiro, a cidade do Rio de Janeiro apresenta opção de espetáculos de dança nos palco e no cinema.

O AC Indica:Dança flamenca, ciranda e o Ballet Bolshoi no cinema, ótimas opções para quem não perde uma atração de dança da cidade!

 

Grupo Roseira d´Água

A Ocupação Ciranda Urbana do grupo Tear leva ao Centro Coreográfico do Rio de Janeiro trocas de saberes, vivências sobre as culturas populares e apresentações artísticas em seis dias do mês de fevereiro. A ocupação de resistência e de celebração da brasilidade e da diversidade cultural das cirandas e cirandeiros que movem e dão alma à vida urbana. Destaque para os espetáculos que estarão nesse mês no palco Angel Vianna Roda De Chita da Cia. Cirandeira nos dias 9 e 10/2 e Encantos da Roseira do grupo Roseira d’ Água nos dias 15 e 16/2.

Serviço:

Espetáculo Aboio – Enclave Cia de Dança. Foto: Cicero Rodrigues.

A (En)clave Cia de Dança volta a sala Baden Powell nos dias 15 e 16/2 com o espetáculo Aboio: Flamenco e Música Brasileira.  O canto triste típico dos vaqueiros do nordeste brasileiro, de origem moura, serve de ponto de partida para o percurso de três bailarinas flamencas. Partindo de um lugar nômade compreendido como lugar de fluxo, de deslocamento incessante, Aboio expõe os paradoxos deste lugar de impermanência e suas implicações em nossa relação com a terra: as fronteiras entre o pertencimento e o não pertencimento, o transmutável e o imutável, o permanente e o efêmero, lançando a pergunta: para que servem as fronteiras?

Compondo a ficha técnica estão as bailaoras Ariana de Britto, Julie Coelho e Maíra Pedroso; percussão Alejo; cante Diego Zarcón; guitarra flamenca Luciano Camara, cante e trombone Ciça Salles, baixo Bruno Vitale; concepção e Direção Artística de (En)Clave Cia de Dança, luz Rafael Turatti e fotos: Cicero Rodrigues.

Serviço:

  • Data: 15 e 16/2
  • Horário: 20hrs
  • Ingressos · R$ 50 – R$ 100
  • Local: Sala Municipal Baden Powell
  • Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana.
  • Links: https://www.facebook.com/events/381775242624863/
Para os amantes de balé é possível conferir nos cinemas Cinemark o espetáculo O Quebra Nozes interpretado pelo Ballet Bolshoi sob a direção de Yuri Grigorovich. Na véspera de natal, o boneco quebra-nozes de Marie se transforma magicamente em um príncipe e sua magnífica aventura começa.
 O clássico de natal retorna para o palco majestoso do Bolshoi para uma transmissão ao vivo de uma história atemporal, O Quebra-Nozes, levando o público de todas as idades em uma jornada mágica por um mundo de completo encantamento com flocos de neve dançantes e bonecos que ganham vida, acompanhados da amada trilha sonora de Tchaikovsky.
Serviço:

 

Aproveitem!

RAFAELI MATTOS

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Rafaeli Mattos
Mestre em Artes Visuais, com ênfase em dança – UFRJ (2013), Especialista em Estudos Contemporâneos em Dança –UFBA/FAV 2007 e Bacharel em Dança, Intérprete e Coreógrafa, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – 2006/1. Possui formação em jazz, ballet, ballet moderno – Horton, dança contemporânea, sapateado e canto popular. Qualificada Profissional da Dança, artista-dançarina sapateadora e Instrutora de Dança, seguimento sapateado, pelo SPDRJ, atua como professora de sapateado, jazz e balé desde 2007 em diversos espaços de dança do Rio de Janeiro. Integrou a Cia de Dança Contemporânea Helenita Sá Hearp – 2004/1 a 2005/1, Cia Étnica de Dança e Teatro – 2007 a 2008, Projeto Ateliê Coreográfico do Centro Laban RJ – 2008 a 2009, Projeto de residência internacional da coreógrafa Erica Essner (Erica Essner Performance CoOp) no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro 2007 e do grupo A.C.Ho com a performance Q _ _ _ _ _ , realizada no eventro Transperformance em 2011. Como cantora atuou na Cia Nós da Dança no espetáculo Bossanossa – 2009. Foi coreógrafa residente no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro de julho de 2005 a julho de 2006, onde realizou seu primeiro trabalho autoral Chora Corpo Choro, composto pelos solos Rádio e Violão Mudo e pelo quarteto Choro na Feira. Seu segundo solo autoral Ah vai andas?! participou, em junho de 2012, em work in progress do evento Novíssimos da Ocupação Dança pra Cacilda. Em 2015 integrou o corpo de jurados dos festivais de dança Barra Dance e Barra Dance Kids. Sua oficina de Sapateado para Terceira Idade foi contemplada nos anos de 2014 e 2015 nos editais Viva a Cultura e Viva o Talento da secretaria de Cultura do RJ. Hoje atua como professora de balé e sapateado na ONG Projeto Dançarte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *