COMO TREINAR SEU DRAGÃO 3: Um final apoteótico e emocionante com toda a verdade da franquia

Durante nove anos pudemos acompanhar o mundo apresentado em uma trilogia que possuem uma história única e personagens inesquecíveis, são três filmes que possuem tons diferentes mas se conectam entre si, “Como Treinar Se Dragão” pode ser entendido como uma das principais franquias do Estúdio Dream Works e possuem fãs de todas as idades, os jovens que assistiram ao primeiro capitulo nos cinemas hoje são adultos assim, como “Soluço” e o seu fiel escudeiro o tão querido dragão “Banguela”, agora neste final é hora de dar adeus a esse mundo fantástico criado pelo gigante “Dean Deblois”.

O último episódio dessa trilogia era muito aguardado por todos os fãs e aposta em uma proposta com foco maior na simplicidade e na sua emoção. Na trama, Soluço possui um grande objetivo de vida, encontrar um lar para os dragões viverem em paz e felizes, contudo no desencadear da história um novo perigo vem a aparecer novamente para a sua cidade natal, o esperto e maquiavélico vilão Grimmel (com um excelente trabalho de voz aqui no Brasil por Marcio Simões), que promete acabar com a liberdade de todos os dragões, principalmente o Banguela, onde o mesmo afirma que já exterminou todos os “fúrias da noite”.

A franquia se iniciou com o Soluço encarando diversas perspectivas da palavra “perda” sendo entre elas de caráter: físicas, por laços familiares e neste desfecho tende a propor um capítulo marcante em sua vida de saber lhe dar com mais outras adversidades. Assim, é notória a evolução do personagem, suas dúvidas, seus anseios, inseguranças e seu lugar ao mundo são estruturas muito bem colocadas na trama, neste sentido não há pontas soltas. Todos os outros personagens da história, os quais o público ama, se encontram conectados e cada um possui seu momento de brilho em tela, são excelentes as suas tiradas e o papel que cada um desenvolve para enriquecer ainda mais a experiência nessa parte da história, muito importante salientar mais uma vez o excelente trabalho de dublagem brasileira, trabalho excepcional. Contudo, vale destacar os pontos altos da trama se dão entre os relacionamentos de amizade entre Soluço e o eterno Banguela, esta dupla é o alicerce para o findar a trilogia e os seus momentos juntos são sempre um deleite e faz aflorar lágrimas de maneira orgânica para com seu público alvo, os mais novos irão se divertir com as cores e as passagens do filme, mas os adultos, público que acompanha desde o começo com certeza, estes irão se emocionar. Além é claro da mais nova namorada do Soluço a “Fúria da Luz” sendo aquilo que desvencilha do nosso querido amigo por não ser domesticada e tornar-se um abraço ao desconhecido e natural mundo dos dragões ao qual Soluço espera que seu parceiro viva e seja livre.

Um dos maiores personagens dessa história para que todo esse universo aconteça e funcione, recebe a colaboração de nomes como Dean DeBlois, a ideia do diretor e roteirista brilha nesse desfecho, sua proposta se resulta em uma das melhores franquias de animação dos últimos tempos, total responsabilidade do mesmo de entregar ao seu público um mundo onde animais e humanos merecem e devem viver em paz e harmonia, mas afinal quando teremos essa ideia concretizada em nosso mundo? Fica a expectativa que um dia isso aconteça, aos respeitarmos ao próximo e o nosso meio. Todos os elementos que compõe “Como Treinar Se Dragão 3” agem de maneira tocante, encantador e fluído, tanto como sua paleta de cores, sua ótima trilha sonora, a incrível Ilha de Berk e cenas colossais e grandiosas como as cenas dos voos de Banguela e a Fúria da Luz, nos leva realmente a tocar aos céus, é leve, saboroso e natural presenciar todos esses elementos.

Em Como Treinar seu Dragão 3 podemos notar que nossas expectativas são atendidas em todos os requisitos e nos arrebata com uma flecha positiva no peito ao vivenciar esse longa maravilhosamente bem executado, com um visual de cair o queixo e um abraço afável aos nossos encantadores personagens, é sensacional dizer que uma história real de amizade pode superar tantos obstáculos e haver sempre o mutuo respeito e acima de tudo o amor, amor para com seus semelhantes, para com seu povo, amor pelo mundo. Uma despedida agridoce que fará com lembremos por muito tempo sobre todo esse universo arrebatador! Um viva a franquia “Como Treinar seu Dragão”, só gratidão!

 

LUAN RIBEIRO

 

Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult e @cinemaecompanhia 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Luan Ribeiro
Sou natural de Mata de São João, Bahia, mas atualmente moro na cidade do São Paulo. Sou formado em Engenharia, mas sempre tive uma verdadeira fixação pelo universo cinematográfico e sou o admin do @CinemaeCompanhia no Instagram. Assistir um filme é minha válvula de escape para mergulhar e me aventurar em mundos totalmente novos e me desligar dos problemas do dia-a-dia. Aproximadamente de duas a três vezes confiro as estreias da semana nas telonas, digamos que eu seja quase um “rato de cinema”. rs Será um enorme prazer compartilhar aqui minhas opiniões sobre os filmes e suas principais curiosidades. E uma ótima oportunidade para poder aprender e "trocar figurinhas" com todos vocês! Espero que se divirtam muito e curtam minhas dicas. Que a FORÇA esteja com vocês!!! Forte abraço! Luan Ribeiro. Instagram.com/CinemaeCompanhia e-mail: luancribeiro@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *