“Buscando…”: um ótimo thriller policial num formato bem interessante

Fico muito satisfeito quando vou para um filme sem expectativas, sem nem ter visto trailer, sem ao menos ter lido algo a respeito … e assisto um belo projeto.

Buscando…” (Searching) da Sony Pictures, uma produção Bazelevs Company/Stage 6 Films que vai estrear amanhã, foi uma das melhores experiências que tive recentemente numa pré-estréia. Num formato muito especial, você acompanha um excelente thriller policial, com reviravoltas consistentes e bastante suspense.

Vamos a SINOPSE do filme :

Depois que a filha de 16 anos de David Kim (John Cho) desaparece, uma investigação local é aberta e uma detetive é designada ao caso. Mas 37 horas depois e sem pistas, David decide buscar no único lugar em que ninguém olhou ainda, onde todos os segredos são mantidos: no laptop de sua filha. Em um suspense hiper-moderno contado a partir dos aparelhos que usamos no nosso cotidiano para nos comunicarmos, David vai traçar as pistas digitais deixadas por sua filha antes que ela desapareça para sempre.

Pois bem, John Cho no papel de um pai desesperado – mas extremamente “safo” (praticamente um detetive nato) – está muito bem no papel. Ele já vem se destacando há um bom tempo em outros projetos para Cinema e TV (“Grey’s Anatomy”, “American Dad!”, “How I Met Your Mother”, “30 Rock”…), está MUITO bem. Aliás…fiquem ligados pois na Netflix ele já vem arrebentando na segunda temporada do “O Exorcista” e vem chegando também com o longa “Tigertail” de Alan Yang. O primeiro trabalho de grande repercussão foi em “American Pie”. Seu personagem, o abobalhado John, ficou marcado por popularizar na cultura pop o termo “Milf”, lembram?

Os demais atores infelizmente na minha opinião não se destacam tanto, apesar da importância e da multiplicidade de nuances de cada personagem, o que é uma pena, pois isto agregaria ainda mais valor neste ótimo filme. Não posso/devo comentar mais sobre os mesmos, pois existe risco de soltar algum spoiler importante. As reviravoltas que mencionei são bem interessantes e dizem respeito a estas nuances. Olha ae! Um quase spoiler. rs

Mas o melhor do filme está mesmo em seu formato. O filme é todo baseado em telas de computadores, celulares, câmeras de vigilância, vídeos do YouTube… eu disse TODO. O que faz o projeto ser desafiante para toda a equipe técnica deste filme. E vou dizer, pelo resultado final, todos eles estão de parabéns.

Estou falando de um dos melhores filmes policiais dos últimos anos, na minha humilde opinião. E este formato e como foi editado dão um charme especial a esta produção. Não percam “Buscando…”. vejam e vocês entenderão minhas palavras aqui.

Em Julho deste ano a Sony Pictures liberou um vídeo de bastidores bem bacana do filme Buscando… que mostra o diretor Aneesh Chaganty na Feira de Tecnologia RISE, que aconteceu em Hong Kong naquele mês. Além de bater um papo com os presentes no evento Chaganty apresentou o filme para uma audiência de asiáticos pela primeira vez. Veja:

Bom, depois de assistirem, voltem aqui para comentar no final deste review! Ficarei muito feliz em poder trocar uma idéia com vocês sobre este filme.

Sempre digo que filme bom é aquele que não termina nos créditos finais e neste caso, fiquei pensando durante uma semana nas suas cenas mais interessantes.

Confira o Trailer:

Ficaram intrigados? Não o percam. Ele é de fato um belo trabalho.

Até breve e bons filmes!

RAPHAEL GOMIDE

Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult , @cinemaecompanhia e @tiltcine.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Raphael Gomide
Fundador e Diretor Geral do ArteCult.com, Sócio-fundador e editor do QuadriMundi, ambos projetos da Webstaff, sua empresa que está sendo estruturada e que também gerencia outros portais como o BandasNovas, OlheiroMusical, Bullyng nas Escolas, Reação Adversa e CasarOnLine. Apaixonado pela sua família e por toda forma de ARTE e CULTURA. No Facebook, administra vários grupos tais como Dicas de Filmes, Dicas de Livros, Dicas de Músicas , além das páginas Futuristiko (sócio-fundador), Infância80, Olheiro Musical, Bullying nas Escolas, Reação Adversa e Portal TEAmigo (app em desenvolvimento para a comunidade TEA - Transtorno do Espectro Autista).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *