Angela Puppim: Escritora lança TREM DAS FLORES, linda fábula poética que fala de liberdade, alegria, afetos e do desejo de um mundo melhor

 

Com  sua voz doce, seu jeito manso e uma extrema simpatia no trato pessoal, Angela Puppim segue produzindo livros e conquistando leitores. Estes, desde julho último, não vêm só das obras, mas também da coluna de crônicas que passou a assinar no Diário de Niterói. De espírito empreendedor, é ainda uma das fundadoras do Coletivo de Mulheres: Escrevinhar na Rua das Estrelas (nome mais poético, impossível), que se reúne quinzenalmente para produzir “escritas de si e do mundo”.

Enquanto aguardamos  que (A) mar, seu terceiro livro individual, inicie seu percurso rumo aos leitores, falemos um pouco das obras anteriores.

Escritas libertárias é o resultado de muitas vitórias e de uma longa trajetória de cura: da alma, do coração e do corpo. Angela iniciou seu processo de transformação através de uma linha terapêutica chamada Biblioterapia, e a escrita se tornou sua maior aliada na descoberta de um novo caminho. Para a autora, o livro é seu modo de devolver ao mundo a segunda chance que teve e um clamor de “Viva a Vida!”

Trem das flores , o segundo livro, lançado neste ano pela Edições Cândido, traz ilustrações de Luci Vilanova. Trata-se de uma linda fábula poética que fala de liberdade, alegria, afetos e do desejo de um mundo melhor. É um livro infantil e para todas as idades, que leva à reflexão sobre a importância da conciliação do homem com a natureza, da qual ele é parte. O Trem é composto de 6 vagões, cada um levando um tipo de flor; as flores são as ilustres passageiras e vão polinizando os solos áridos e os corações de ferro dos homens por onde a linha férrea passa. A Locomotiva, guiada pelo Lírio Branco, conduz todo o comboio de unidos vagões florados, que fluem com leveza sobre os campos áridos, os trilhos da discórdia, as encruzilhadas das guerras, as emboscadas da morte… até chegarem à última estação, aquela da Paz.

Um livro belíssimo, que leva uma mensagem de amor e paz. Senhores passageiros, lá vem o Trem carregado de flores a polinizar o ar… Um livro necessário ao momento atual. Um livro que precisa tocar os corações de nossas crianças e de toda a gente, afirma a própria Angela.

Veja abaixo a entrevista!

AC ENTREVISTA : ANGELA PUPPIM

ArteCult: Como a Literatura entrou na sua vida?

Angela Puppim: De uma forma muito curiosa, que só recentemente lembrei, ao reler a crônica “Felicidade clandestina”, de Clarice Lispector. Recordei-me de um fato pitoresco de minha infância, que desencadeou meu primeiro contato amoroso e apaixonado com a Literatura. Meus pais não cultivavam o hábito de ler, assim eu só lia os livros escolares que pouco nos aproximavam do texto literário. Minha melhor amiga do colégio tirou notas péssimas na escola, e, para ajudá-la, estudei com ela em sua casa, a pedido de sua mãe. Quando estávamos estudando, observei uma enorme estante repleta de livros. Fiquei fascinada! Como alguém podia ter tantos livros assim?!

Na semana seguinte, após as provas escolares, lanchei na casa de minha amiga, a convite de sua mãe, para celebrarmos as boas notas que tiramos. Que surpresa a minha! Sua mãe me fez uma oferta: me emprestaria a coleção completa de Monteiro Lobato, sendo um livro por mês, até eu completar a leitura da coleção inteira. Fiquei radiante, e, para começar, ela me ofereceu o livro  Reinações de Narizinho!

Fui para casa tal como Clarice Lispector descreve em sua crônica: levando um tesouro! Que maravilha viajar por esse mundo mágico da Literatura Infantil! Assim, sempre que ia devolver um livro, falávamos sobre as histórias, lanchávamos, e, para não fazer desfeita à senhora Carminda, eu estudava com sua filha. E foi dessa forma literária que me apaixonei pela Literatura.

 

ArteCult: Fale um pouco dos livros que você publicou até hoje.

Capa do Livro Escritas libertárias (2017). Foto: Arquivo Pessoal.

Angela Puppim: Meu primeiro livro, Escritas libertárias, foi publicado em 2017 pelas Edições Cândido, Coleção Biblioterapia. O livro é o resultado de muitas vitórias e de uma longa trajetória de cura: da alma, do coração e do corpo através da literatura e da escrita. Iniciei um processo de transformação pessoal através de uma linha terapêutica chamada Biblioterapia, na qual o diálogo com a Terapeuta, a Literatura e o processo da Escrita se tornaram meus maiores aliados na descoberta de um novo caminho. Essa obra  é fruto desse profundo percurso de autoconhecimento e o modo que encontrei de devolver ao mundo a segunda oportunidade de viver a plenitude da vida. Viva a Vida! Viva!

O segundo livro, Trem das flores, é uma linda fábula poética que fala de liberdade, alegria, afetos, busca pela paz e do desejo de um mundo melhor. Um livro infantil (para todas as idades), que leva à reflexão sobre a importância da conciliação do homem com a natureza, da qual é parte.

Capa do livro Trem das Flores. Foto: Arquivo Pessoal.

O Trem é composto de 6 vagões, cada um levando um tipo de flor; as flores são as ilustres passageiras e vão polinizando os solos áridos e os corações de ferro dos homens por onde a linha férrea passa. A Locomotiva, guiada pelo Lírio Branco, conduz todo o trem, de unidos vagões florados que fluem com leveza sobre os campos áridos, os trilhos da discórdia, as encruzilhadas das guerras, as emboscadas da morte… até chegarem à última estação, a da Paz. Um livro belíssimo, que leva uma mensagem de amor e paz. Lá vem o Trem carregado de flores a polinizar o ar… Um livro necessário ao momento atual. Uma obra que precisa tocar os corações de nossas crianças e de toda a gente. O livro traz ilustrações de Luci Vilanova e foi publicado em junho de 2021 pelas Edições Candinho, da Cândido Editora.

Veja o vídeo criado pela ilustradora Luci Vilanova para a pré-venda:

 

ArteCult: Recentemente, você se tornou cronista do Diário de Niterói. Como tem sido a experiência?

Coluna de Angela Puppim no Diário de Niterói. Foto: Reprodução

Angela Puppim: O Diário de Niterói é um portal de notícias, com conteúdo ligado às áreas de política, cultura, saúde, bem-estar, esporte, turismo e internet, que tem o propósito de veicular informação com credibilidade. Fui convidada por seu Editor para assinar uma coluna de crônicas mensais (“Fragmentos do Agorar — Crônicas do Cotidiano”). Comecei em julho de 2021. O portal visa a divulgar a cultura de Niterói, e essa inciativa tem um objetivo adicional maravilhoso: dar visibilidade aos escritores e escritoras iniciantes, num momento em que a cultura é fragilizada por políticas públicas implementadas pelo governo federal, que provoca o desmonte de pilares de fomento público ao setor. A Prefeitura de Niterói e os segmentos organizados do setor, em nossa cidade, têm exercido um papel fundamental nesse contexto de crise sanitária e econômica pela qual o país está tragicamente passando, desenvolvendo parcerias em políticas locais de fomento e apoio aos trabalhadores e promotores da cultura em nossa cidade. Nesse contexto, o convite me soou como um desafio e, em simultâneo, um chamamento à militância através da Literatura, da Arte e da criação de espaços onde as pequenas epifanias literárias nos conduzam à resistência, a manter aquela “esperança equilibrista”, como cantaram Aldir Blanc e João Bosco. Aproveito e faço um convite a todes: que leiam a crônica do mês de setembro dessa iniciante que está feliz em participar desse movimento literário de Niterói e que recebe um retorno gratificante.

Coluna de Angela Puppim no Diário de Niterói:

Links do portal Diário de Niterói na internet e do canal do YouTube:

 

ArteCult: Sei que você já tem outro livro pronto. Pode nos adiantar alguma coisa sobre ele?

Angela Puppim: O Livro A (mar) está no prelo e tem previsão de lançamento em outubro próximo. É um livro infantojuvenil, mas também para todas as idades, que nos fala do amor entre diferentes. A temática da diversidade e da empatia é trazida numa fábula poética apaixonante. O livro é ilustrado por Lourdes Maria Sampaio Guimarães, escritora e ilustradora de Niterói, que também é velejadora e amante do mar e que mergulhou o texto literário no mar de sua criatividade. O livro é belíssimo! Terá um pré-lançamento numa edição de luxo, que trará o livro dentro de uma caixa estampada com a mais linda ilustração da obra. Estamos muito empolgadas com o nosso A (mar)! Também será lançado pela Edições Candinho, da Cândido Editora.

 

SERVIÇO

Capa do livro Trem das flores. Foto: Divulgação.

Livro Trem das Flores

Capa do livro Escritas libertárias. Foto: Divulgação.

Livro Escritas libertárias

  • Autora : Angela Maria Puppim Buzanovsky
  • Editora: Cândido
  • Gênero: Poesia brasileira
  • Ano: 2017
  • Direção editorial: Jean Cândido Brasileiro
  • Ilustração da capa: Tree Branches – Charles Reginald Aston (1832 – 1908).
  • Acervo do Metropolitan Museum of Art (New York, NY – USA) – Creative Commons
  • Nanquim Folha de Rosto e Miolo: Inês Drummond Menezes
  • Revisão: Hilário Franscisconi
  • Produção gráfica e design: Absoluta Criações
  • Apresentação: Cristiana Seixas.
  • 68 p. : il. ; 19 cm.
  • ISBN 978-85-922018-4-5
  • CDD 869.91 / CDU 821.134.3(81) -1
  • Link de Compra: http://www.edicoescandido.com/escritas-libertarias

 

SOBRE A AUTORA

Angela Puppim. Foto: Divulgação.

Angela Puppim, 70 anos, é mãe de três filhos, economista e escritora. Seu primeiro livro, Escritas libertárias, foi publicado em 2017 pela Edições Cândido. Participou de diversas antologias, entre elas Brumas e brisas (2017), Vicejantes (2018), Sumo (2019) e Céu da boca (2020), da Coleção Biblioterapia (Cândido – Nome Próprio).

Publicou o Livro Trem das flores em junho de 2021, seu primeiro livro infantil, pela “Candinho” selo das Edições Cândido focado em publicações infantis e infantojuvenis. A escritora tem outro livro infantil no prelo, o               A (mar), pela mesma editora, com previsão de lançamento para a primeira quinzena de outubro de 2021.

Angela também é cronista do Diário de Niterói, onde publica crônicas mensais desde julho de 2021.

E-Mailangelapuppim65@gmail.com

 

Siga a Angela nas Redes Sociais:

https://www.facebook.com/angelamaria.puppimbuzanovsky

https://www.instagram.com/angela_puppim/

 

 

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

César Manzolillo
Carioca, licenciado em Letras (Português – Literaturas) pela UFRJ, mestre e doutor em Língua Portuguesa pela mesma instituição, com pós-doutorado em Língua Portuguesa pela USP. Participante de vinte e quatro antologias literárias. Autor do livro de contos A angústia e outros presságios funestos (Prêmio Wander Piroli, UBE-RJ). Professor de oficinas de Escrita Criativa. Revisor de textos.

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *