Xeque-mate

thiago medalha

Thiago Braz, medalha de ouro no salto com vara

“Eu nunca imaginei que salto com vara fosse um xadrez.” Um amigo me disse isso, e ele tem toda razão. Pelo menos, o ouro do Thiago Braz foi na base da estratégia.  Por outro lado, eu nunca imaginei que salto com vara pudesse ter tanta emoção, pois não é que teve! Muita! No momento em que sentei em frente à TV, descobri que o francês era o favorito e o brasileiro tinha chance de medalha, então vamos torcer!

Num determinado momento, o norte-americano já estava fora e a disputa era entre o Renaud Lavillenie e o Thiago, e foi aí que eu virei fã. Sem empáfia, sem arrogância, o menino de 22 anos, que já estava com a prata garantida, resolveu colocar uma pressão no bleu blanc rouge:  pode subir essa altura. Ninguém botou fé.

Os comentaristas: “não sei se isso vai intimidar o recordista olímpico, não…” Pois não é que intimidou?!  Era mais ou menos a altura de dois andares de um prédio, o francês já tinha saltado essa altura em outras competições, o brasileiro nunca. Primeira tentativa e Thiago não chegou nem perto. E a gente com o coração na mão, o francês crescendo. Segunda tentativa e lá foi ele, lindo, elegante e passou com a maior folga. Nessa hora, o francês perdeu, antes mesmo de saltar. Aquela arrogância toda esvaziou, o ombro caiu. Antes, muito antes das vaias,  ele sentiu a pressão e não aguentou. Em segundos, deixou de ser o favorito.

6 - robson PULO

Robson Conceição ganha o ouro olímpico no boxe

E meu amigo,  esse negócio de não ser o favorito e, mesmo assim, ganhar é com a gente, não é com eles – o resto do mundo. Um dia, a gente aprende a ganhar, inclusive quando somos os favoritos, mas isso é outro assunto.

O fato é que o menino da vara é o novo queridinho, Thiago Braz, medalha de ouro nos jogos do Rio 2016, novo recordista olímpico – 6,03 metros. Thiago, Thiago, Thiago mil vivas para o Thiago! Essa é mais uma história de perseverança que estimula a gente.

ROBSON MEDALHA

A felicidade do boxeador

Entre tantas, podemos destacar também a história de superação que está por trás do ouro no boxe. Robson Conceição é outro guerreiro.

Quem sabe essas grandes histórias que ganharam luz nessas olimpíadas não viram filme? Vai saber… A história do José Aldo já virou, vale conferir.  “Mais Forte que o Mundo” com o José Loreto e a Cleo Pires.

 

5 - MaisForteqoMundocartazTrailer do filme “Mais Forte que o Mundo”:

https://www.youtube.com/watch?v=Du0GM7ARq1Y

 

Notinhas

O salto vencedor do Thiago Braz –

https://www.youtube.com/watch?v=Yf3tZpkLBVU

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Claudia Ebert
Jornalista e prioritariamente um bicho de televisão. Adoro cinema e tenho queda forte por documentários. Minha vida profissional já pairou na GloboNews, Globosat e por produtoras que faziam programas para a Globosat. Falo pouco de mim, mas escuto histórias - as interessantes! -, e prometo contá-las aqui.