Música: Rohmanelli faz um grito por liberdade em pop alternativo, rap, samba e carnaval no single e clipe “Toneaí”

Crédito da Foto: Coletivo Medusa

 

Usar a música como forma de questionar padrões sexuais, amorosos, políticos e religiosos faz parte do discurso forte na arte de Rohmanelli. E como resposta ao avanço do conservadorismo, ele usa o carnaval para gritar por liberdade em “Toneaí”, uma música que prega o orgulho LGBT+ e toda forma de amor. A faixa conta com participação de MC Versa, Ju Sofer, Orquidália, Iguanas Tropicais e Duda Medeiros; com produção musical de Binho Manenti e o clipe dirigido por Antonio Rossa e já está disponível em todas as plataformas de streaming.

Ouça o single: http://smarturl.it/RohmanelliToneai

Assista o clipe:

 

Com participação de MC Versa, Ju Sofer, Orquidália, Iguanas Tropicais e Duda Medeiros, a música foi composta após o infame caso do golden shower, no carnaval do ano passado. “O Carnaval é o grande exorcismo coletivo, o único momento em que todos se jogam nas ruas para celebrar a liberdade. Uma liberdade que precisamos mais forte reafirmar”, reflete o artista.

 

Reinvenção é palavra-chave no trabalho de Rohmanelli, italiano radicado no Brasil há 20 anos. Ele iniciou sua carreira na música em 2014, com a banda Vita Balera. O projeto explorava o rock alternativo com letras em italiano e chegou a lançar um EP homônimo. Antes disso, ele estudou música erudita e canto lírico. Após o fim da banda, Rohmanelli focou no seu projeto solo de música eletrônica alternativa ao lado do produtor e músico argentino Jeronimo Gonzalez.

Foi aí que nasceu Rohmanelli, unindo estética, figurino, letra e música. Em 2016, ele lançou sua estreia com o álbum “Anomalous”, um trabalho conceitual que trafegava entre o português, inglês e italiano e que gerou sete videoclipes. Em 2018, Rohmanelli lançou “Fanatismi”, um álbum em italiano e muito mais maduro, reunindo experiências e parcerias adquiridas nos primeiros momentos da carreira. Desde então, suas composições passaram pelas mãos de DJs, produtores e músicos do Brasil, da América do Sul e da Europa.

“Macho Discreto”, primeira parceria com o produtor musical Binho Manenti, se tornou um single e clipe provocador assinado pela Vinil Filmes. O lançamento foi um novo passo nessa sonoridade que une influências do punk, da eletrônica, do rock e do pop. É o que Rohmanelli chama de “transpop”, uma musicalidade sem barreiras de gêneros e idiomas. Agora, ele se prepara para lançar o primeiro disco totalmente em Português, refletindo suas duas décadas vivendo no país. Intitulado “[Brazilejru]”, o álbum contará com “Toneaí”.

Assista o clipe “Macho Discreto”:

 

 

 

“A música é uma canção pop com elementos de rap e brasileiros que quer celebrar a soberania do corpo de cada um de nós na afirmação dessa liberdade, a irreverência do carnaval e sua centralidade na cultura brasileira, uma crítica a quem quer censurar o que de mais brasileiro há no Brasil. O direito de ser feliz deve ser garantido a todos e nenhuma censura ou atitude julgadora poderá nos afetar e diminuir”, conta ele.

 

Ficha Técnica:

Música: Rohmanelli e Binho Manenti

Letra: Rohmanelli, MC Versa e Ju Sofer

Produção: Binho Manenti

Mix e Master: Rafael Pfleger

Roteiro e Produção: Rohmanelli e Antonio Rossa

Gravado, editado e colorido por Antonio Rossa

Assistente de direção: Felipe Tonin

Figurino e Make up: Ricardo Salgo (ex Drag Vogue)

Elenco:

Rohmanelli, MC Versa, Ju Sofer, Orquidália, Iguanas Tropicais, Duda Medeiros, Franco Cava, Binho Manenti, Warllock, Veronica Chalni, William Kair.

Um agradecimento muito especial ao pessoal do “Bro Cave Pub” por ter cedido o espaço e por ter participado logisticamente e artisticamente do clipe. 

Letra

Eu volto só de madrugada

não curto luz

sou da noitada

todo lugar é minha casa

não tenho chave

não tenho cama

Muito brilho, com minhas bitches,

toda kitada, sou sem limites,

to embrasando e a rua e nossa,

mas eu não sou sua então não me encosta

se proibir minha gingada

vou rebolar bem na sua cara

beijo uma boca em cada porta

só quero amor

e nada em troca

Me deixa eu to solta to livre to leve

Jogando na cara cobro quem me deve

Peitar meu bonde gato não se atreve

Nos puto da city to jogando cash

toneaí toneaí

é Carnaval estou feliz

toneaí toneaí

foda-se o que pensar de mim

toneaí toneaí

é carnaval estou feliz

toneaí toneaí

toneaí toneaí

O que é que tem se lá na rua

tem muita chuva dourada

quem acha que você engana

a sua moral é propaganda

toneaí toneaí

é Carnaval estou feliz

toneaí toneaí

foda-se o que pensar de mim

toneaí toneaí

é carnaval estou feliz

toneaí toneaí

toneaí toneaí

Eu jogo pra cima tu pide permisso

É carnaval eu tô sem compromisso

Meu bonde embrasa nos junta é perigo

Destrava essa raba que sarra è meu vício

Que eu to passando eles ficam é choque,

jogando a raba jogadora cara

De noite ou de dia eu tô sempre em casa

tô nas minhas área e não te devo nada

 toneaí toneaí

é Carnaval estou feliz

toneaí toneaí

foda-se o que pensar de mim

toneaí toneaí

é carnaval estou feliz

toneaí toneaí

toneaí toneaí

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Daniela Fróes
Musicalmente eclética, apaixonada pela diversidade dos estilos, das festas e festivais, amante de uma boa música, principalmente das batidas eletrônicas. #Música #MúsicaEletrônica - Nunca se precisou de drogas para senti-la, a essência da batida, a sonoridade toca a alma de um jeito que não da pra ficar parado! "Quem não sente a melodia acha maluco quem dança"!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *