Música: Projeto Cria – Leonardo Lichote convida Geraldo Azevedo

28/01- Terça, 21h – Leonardo Lichote recebe Geraldo Azevedo – Projeto Cria

“Cria” é o nome do encontro mensal no Clube Manouche em que o jornalista de música Leonardo Lichote conversa com um artista sobre o ato de criar.

A conversa é costurada, como não podia deixar de ser, pelas crias do artista – suas canções. Ao violão (ou ao piano ou ao pandeiro ou ao computador, etc.), ele mostra algumas das suas composições para ilustrar suas falas, provocá-las, dar novo sentido a elas. Em alguns casos, traz músicas de outros que marcaram, como influência, sua própria criação.

Depois das participações de Adriana Calcanhotto, Jards Macalé, Moraes Moreira, João Bosco, Martinho da Vila, Alceu Valença, Tom Zé, Gilberto Gil, Marcelo D2, Moacyr Luz e Marcos Valle, o convidado de novembro é Geraldo Azevedo.

 

Este cantador, trovador moderno, artesão da canção popular brasileira, nordestino nascido às margens do Rio São Francisco, empunhando seu eterno companheiro (o violão), vai fazer uma síntese de sua obra, falar sobre suas canções, atemporais e universais, como “Canta Coração”“Moça Bonita”“Chorando e Cantando” e “Dona da Minha Cabeça” e as escritas com seus ilustres parceiros, tais como “Caravana”, parceria com Alceu Valença, e “Bicho de 7 Cabeças” , com Zé Ramalho e Renato Rocha, entre outras.

 

Serviço

Evento: Projeto Cria: Leonardo Lichote convida Geraldo Azevedo

Local: Clube Manouche/Casa Camolese (Rua Jardim Botânico, 983, Jardim Botânico, Tel: 3514-8200)

Data e horário: 28 de janeiro, terça, 21h

Ingressos: R$ 50,00 (inteira), R$ 30,00 (ingresso solidário: com 1 kg de alimento não perecível) e R$ 25,00 (meia) https://manouche.byinti.com

Classificação: 18 anos

Estacionamento no local (tarifado)

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Daniela Fróes
Musicalmente eclética, apaixonada pela diversidade dos estilos, das festas e festivais, amante de uma boa música, principalmente das batidas eletrônicas. #Música #MúsicaEletrônica - Nunca se precisou de drogas para senti-la, a essência da batida, a sonoridade toca a alma de um jeito que não da pra ficar parado! "Quem não sente a melodia acha maluco quem dança"!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *