Globo celebra os 70 anos da televisão no Brasil

A caixa mágica que materializa sonhos, conta histórias de amor e superação, leva aos quatro cantos o que acontece de mais importante no planeta e traduz em imagens a paixão do esporte completa 70 anos no Brasil no dia 18. Nessas sete décadas, mudaram formatos, tecnologias e maneiras de interagir. Só não mudou o fascínio que leva milhões de pessoas a dedicar parte de seus dias para se divertir ou se informar diante da tela brilhante. Para celebrar a data, a Globo preparou uma programação especial com exemplos do que a TV brasileira tem de melhor: história, esporte, ficção, entrevistas, entretenimento e jornalismo.

Para abrir a série de homenagens, o ‘Esporte Espetacular’ deste domingo, dia 13, relembra como o esporte foi notícia e entretenimento na TV, com a participação de atores como Lima Duarte, Tony Ramos e Murilo Benício, que interpretou o inesquecível jogador Tufão em ‘Avenida Brasil’. O narrador Galvão Bueno e o atacante Bebeto contam detalhes do tetracampeonato da seleção brasileira na Copa de 1994, o primeiro título mundial do país exibido a cores, marcado pelas imagens da comemoração que imortalizou o bordão ‘É Tetra’. Os oito mundiais do país na Fórmula 1 e conquistas nacionais nos Jogos Olímpicos também serão lembrados.

Juca de Oliveira – Foto: Divulgação

Desde o começo desta temporada, o ‘Conversa com Bial’ mergulha nos 70 anos da televisão no Brasil, com entrevistas de personagens que se destacaram sob os holofotes ou nos bastidores. Na segunda-feira, 14, Pedro Bial entrevista com o ator Juca de Oliveira, que relembra a sua trajetória profissional, acompanhando a evolução da TV no Brasil.

Em dois programas inéditos do ‘Globo Repórter’, que vão ao ar nos dias 18 e 25, as apresentadoras Glória Maria e Sandra Annemberg se unem a Edney Silvestre, Renato Machado e Isabela Assumpção para entrevistar atores, personalidades e apresentadores que ajudaram a fazer a história destas sete décadas. Humor, dramaturgia, esporte e música estão entre os temas abordados. No ‘Jornal da Globo’ do dia 18, Nelson Motta celebra a data com uma coluna especial sobre a história da TV.

Beatriz (Bruna Marquezine) e Davi (Jesuíta Barbosa) – ‘Nada Será Como Antes’ – Foto: Divulgação

No sábado, dia 19, a TV Globo exibe no ‘Supercine’ ‘Nada Será Como Antes’, produção sobre a chegada da televisão no Brasil, em formato de telefilme. Exibida originalmente em 2016, a obra criada por Guel Arraes e Jorge Furtado, escrita por Guel Arraes, Jorge Furtado e João Falcão, com direção artística de José Luiz Villamarim, conta, de forma ficcional, os bastidores da implementação da primeira emissora de televisão no Brasil. Ambientada entre meados da década de 1940 até o final dos anos 1950, a trama tem como fio condutor o drama romântico do empreendedor Saulo (Murilo Benício) e da locutora de rádio Verônica (Débora Falabella).

A trajetória do casal acompanha a transformação dos meios de comunicação do país, entremeada por outras histórias que envolvem amores arrebatadores, poder, intrigas, paixões, ciúmes e desilusões. Além do elenco afinado com nomes como Daniel de Oliveira, Bruna Marquezine, Leticia Colin, Bruno Garcia e Jesuíta Barbosa, a obra se destaca pelo primor da fotografia, dos cenários, figurino e caracterização, além de uma trilha sonora sofisticada e envolvente. Na manhã de domingo, dia 20, Carlos Tramontina traz uma matéria especial sobre o tema no ‘Antena Paulista’.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Jornalista por paixão. Música, Novelas, Cinema e Entrevistas. Designer de Moda que não liga para tendência. Apaixonada por música e cinema. Colunista, critica de cinema e da vida dos outros também. Tudo em dobro por favor, inclusive café, pizza e cerveja. Visite: Instagram.com/PortalMariBarcelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *