FOGARÉU: Fomos conferir a estreia de Fogaréu no Festival do Rio. O filme que já foi premiado no Festival de Berlim já estava muito esperado por essas bandas!

 

Após ter participado do Festival de Berlim, onde foi um dos filmes mais vistos pelo público do evento, FOGARÉU teve sua primeira sessão ontem do cinema Estação NET Gávea no Shopping da Gávea, dentro da Première Brasil do Festival do Rio. Produzido pela Bananeira Filmes, de Vania Catani, e Mymama Entertainment, de Gabrielle Auad e Mayra Auad, o longa tem Bárbara Colen e Eucir de Souza no elenco principal e participação de atores e da população da cidade de Goiás.

FESTIVAL DO RIO 2022 : A programação completa do Festival do Rio está disponível na Revista do festival.

 

Confira as imagens da Premiére de FOGARÉU :

FOGARÉU é um filme que fica na fronteira, entre o real e o fantástico, entre o passado colonial e a modernidade avassaladora do agronegócio. A cidade de Goiás é palco do encontro entre a jovem Fernanda e suas secretas raízes. Ela volta para a casa de seu poderoso tio, prefeito da cidade, após a morte de sua mãe adotiva, a fim de implodir certezas e deixar surgir a dolorosa verdade sobre sua origem.

:: Sobre a diretora FLÁVIA NEVES ::

Flávia Neves estudou Cinema e Literatura na Universidade Federal Fluminense, e Roteiro e Técnica Meisner na EICTV – Escuela Internacional de Cine e TV, em Cuba.
Aos 16 anos, dirigiu seu primeiro curta-metragem, Liberdade, exibido no FICA – Festival Internacional de Cinema Ambiental. Atuou também como assistente de direção e produtora em curtas-metragens e documentários para cinema e TV, antes e durante o curso universitário.
Em 2019, dirigiu e roteirizou a série Amanajé, o mensageiro do Futuro, exibida na TV CULTURA. Fogaréu é seu primeiro longa-metragem de ficção. Atualmente, Flávia desenvolve o seu segundo longa, Tempo do poder, com o apoio do Ibermedia. Com esse projeto, participou da residência na Cité Internacionale des Arts, em Paris, com bolsa concedida pelo Institut Français e pelo Projeto Paradiso.

CONFIRA O TRAILER

 

FOGARÉU
Brasil, 2022, 100min, cor

Direção: Flávia Neves
Roteiro: Flávia Neves e Melanie Dimantas
Produzido por Vânia Catani, Mayra Faour Auad

Fotografia: Luciana Basseggio
Montagem: Will Domingos

Produção Executiva: Tarcila Jacob, Elaine Azevedo e Silva, Gabrielle Auad, Thomas Sparfel
Produção: Bananeira Filmes, Mymama Entertainment
Co-produção: Blue Monday Produtions, Caliandra Filmes, Kam Filmes, Clandestino, Canal Brasil

Elenco: Bárbara Colen (Fernanda), Nena Inoue (Mocinha), Eucir de Souza (Antônio), Fernanda Vianna (Arlette), Vilminha Chaves (Joana), Kelly Crifer (Tereza), Timothy Wilson (Ezequiel), Fernanda Pimenta (Paula), Allan Jacinto Santana (Pedro), Typyire Ãwa (Cacique)

Distribuição Brasil: ArtHouse

 

:: Sobre a produtora BANANEIRA FILMES ::

Convidada em junho de 2018 para integrar a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Los Angeles, Vania Catani fundou a BANANEIRA FILMES em 2000 e desde então se tornou uma das mais prestigiadas produtoras de cinema brasileiro. Suas produções já receberam mais de 250 prêmios e foram exibidas em mais de 500 festivais como Cannes, Veneza, Roterdã e mais outros 60 países.
Ao longo de 21 anos, a Bananeira produziu e coproduziu diversos curta-metragens e mais de 25 longas, entre os quais estão os premiados Narradores de Javé (2003), de Eliane Caffé; A Festa da Menina Morta (2008), a primeira direção de Matheus Nachtergaele com estreia em Cannes; Feliz Natal (2008), uma parceria de sucesso com o diretor Selton Mello, que se repetiu em O Palhaço (2011), visto por mais de 1,5 milhão de espectadores e indicado do Brasil para concorrer a uma vaga de melhor filme estrangeiro no Oscar de 2012, e em 2017, com O Filme da Minha Vida.
Os filmes Mate-me Por Favor (2015) de Anita Rocha da Silveira e Zama (2017) da premiada diretora Lucrecia Martel estrearam no Festival de Veneza. Zama foi indicado ao Sur 2017, o prêmio mais importante do cinema argentino, em 11 categorias, incluindo melhor filme, melhor diretor, melhor ator e melhor direção de arte. O filme também ganhou o Critics’ Choice no Festival de Roterdã em 2018, foi indicado par Melhor Filme Ibero-Americano no Goya 2018 e escolhido para representar a Argentina na disputa por uma vaga na categoria de melhor filme estrangeiro no Oscar de 2018. Em 2019 foi classificado como o 9º melhor filme do século pelo jornal britânico The Guardian e o melhor filme latino-americano da década pelo Remezcla.
Entre suas coproduções destacam-se La Playa (Colômbia), El Ardor (Argentina), e Jauja (Argentina), todos com estreia internacional em Cannes. Além da sua mais recente coprodução com o México, O Baile dos 41, que ainda será lançado no Brasil.
Em 2021 estreou mundialmente Medusa, sua segunda produção com a diretora Anita Rocha da Silveira, na mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes. Também foi exibido no Festival de Toronto; Festival de Guadalajara onde recebeu o prêmio Maguey de melhor interpretação para Lara Tremouroux; Festival de Milano onde ganhou o prêmio do público; Festival de Catalunya onde ganhou o prêmio Queer Kong e Melhor Direção na competição “Novas Visões”; no Brasil estreou na Mostra Internacional de São Paulo e em seguida no Festival do Rio onde ganhou os prêmios de melhor atriz coadjuvante para Lara Tremouroux, Melhor Direção e o grande prêmio da noite Melhor Longa-Metragem Ficção.
A Bananeira finaliza no momento O Filme do Tênis, documentário sobre o primeiro disco solo do cantor mineiro Lô Borges, dirigido por Rodrigo de Oliveira e Vânia Catani; Fogaréu, estreia da diretora Flávia Neves, em coprodução com a Blue Monday (França) e selecionado pela CNC; Serial Kelly, dirigido por René Guerra e protagonizado por Gaby Amarantos; e a série documental Adriano Imperador, original Paramount+, sobre o ícone da nação rubro-negra. Além disso, desenvolve Incondicional – O Mito da Maternidade, documentário da Patrícia Froes; Super Poderes, de Anne Pinheiro Guimarães; Musa, de Mônica Demes; e Casa Assassinada, de José Luiz Villamarim.

:: Sobre a produtora MYMAMA ENTERTAINMENT::

Duas vezes vencedora do Emmy Internacional, a MYMAMA ENTERTAINMENT é uma produtora reconhecida nacional e internacionalmente, que mantém seu foco no desenvolvimento, gestão de talentos e ideia. À frente da produtora estão a sócias fundadoras Gabrielle Auad e a executiva Mayra Faour Auad, que atua no mercado internacional, como sócia da produtora Passage Pictures, sediada em Los Angeles.
Entre as suas últimas produções, a empresa produziu a longa-metragem Medusa, segundo longa da cineasta Anita Rocha da Silveira, em coprodução com Vânia Catani, Seleção Oficial Da Quinzena Dos Realizadores – Cannes 2021 e Melhor Filme – Festival Do Rio 2021. A produtora também estreou em 2020, o longa-metragem Tesla em Sundance, com Ethan Hawke no papel de Nikola Tesla. Em 2018 produziu em coprodução com a FOX, Hack The City, a série documental para NatGeo, vencedora do Emmy Internacional Award 2019, e o longa documental Nosso Sangue, Nosso Corpo vencedor do Internacional Emmy Kids Award 2020. Em 2020, a produtora lançou o longa brasileiro 30 Anos Blues, dos diretores Andradina Azevedo e Dida Andrade, ganhador do Prêmio Do Júri em Gramado e seleção oficial da Mostra Novos Rumos do Festival do Rio 2019. Com a diretora e roteirista Carolina Markowicz, MyMama produziu três curtas-metragens que estrearam em Locarno, TIFF, SXSW (Prêmio do Júri), Queer Lisboa (Melhor Filme – Prémio do Júri Popular), Festival Internacional de Curtas de São Paulo (Prêmio Canal Brasil e Favoritos do Público), Grande Prêmio do Cinema Brasileiro (Melhor Curta) e Festival de Cannes onde receberam o Prêmio Queer Palm 2018 com o filme O Órfão.
A produtora tem três projetos a serem lançados em 2022: o longa-metragem Odilon, Réu de Si Mesmo, em coprodução com HBO Latin America, o longa Los de Abajo dirigido por Alejandro Quiroga, coprodução com a Bolívia, Argentina e Colômbia e selecionado para o Programa Ibermedia 2018, SANFIC Industria, Festival de Málaga 2021 e FAM 2021 e Fogaréu, da cineasta Flávia Neves, em coprodução com a produtora francesa Nathalie Mesure, e produção da brasileira Vânia Catani, selecionado para o Festival de Berlim 2022 na Mostra Panorama.
Atualmente a empresa está em produção da série The Beat Diaspora em coprodução com a Kondzilla para o Youtube Originals e do documentário sobre a vida de Adriano, Imperador, produção Bananeira em parceria com VIACOMCBS. Em parceria com a A24 Films, Mayra Faour Auad é produtora executiva do próximo filme do aclamado diretor Noah Baumbach (“Marriage Story” e “Frances Ha”), White Noise, para a NETFLIX.

:: SOBRE A DISTRIBUIDORA | ARTHOUSE ::

Distribuidora com atuação no mercado de salas de cinema desde 2008. Dedicada aos filmes de arte, traz em seu catálogo títulos como A História da Eternidade, de Camilo Cavalcante; Big Jato, de Cláudio Assis; A Família Dionti, de Alan Minas e A Erva do Rato, de Julio Bressane. Dentre os lançamentos mais recentes estão o premiado documentário Um Filme de Cinema, de Walter Carvalho; O Beijo no Asfalto, de Murilo Benício; Fevereiros, documentário estrelado por Maria Bethânia; Vergel, de Kris Niklison, com Camila Morgado (coprodução Brasil-Argentina); Pastor Cláudio, de Beth Formaggini; Auto de Resistência, de Natasha Neri e Lula Carvalho e Relatos do Front, de Renato Martins.

 


ArteCult – Cinema & Companhia

Siga nosso canal e nossos parceiros no Instagram para  ficar sempre ligado nas nossas críticas, últimas novidades sobre Cinema e Séries, participar de sorteios de convites e produtos, saber nossas promoções e muito mais!

@artecult , @cinemaecompanhia , @cabinesete ,
@cinestimado,  @cineelaw e @marimastrange

#VamosParaOCinemaJuntos

 

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Redação do Portal ArteCult.com.   Expediente: de Seg a Sex - Horário Comercial.   E-mail para Divulgação Artística: divulgacao@artecult.com.   Fundador e Editor Geral: Raphael Gomide.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *