Malhação Sonhos – Junior Cigano participa de campeonato na trama – Lutador relembra atuação em ‘Malhação Sonhos’

São muitas as participações especiais em ‘Malhação Sonhos’, sejam nomes já conhecidos na dramaturgia ou do mundo da música e do universo da luta. Dessa vez, quem marca presença na temporada originalmente exibida em 2014 é o lutador Junior Cigano. Na trama, exibida a partir do capítulo desta terça-feira (27), ele participa do campeonato de Muai Thai, e promete mexer ainda mais com os ânimos de todos os participantes, já que o atleta é o encarregado de entregar as medalhas aos vencedores. A disputa é iniciada com a promessa de grandes lutas.

Foto: Divulgação

Os lutadores da Academia de Gael (Eriberto Leão) não têm muita sorte no começo. A caminho do evento, se envolvem em um pequeno acidente que faz com que se atrasem. No entanto, apesar do susto momentâneo, eles contornam a situação e comparecem a tempo. Quem fica feliz com o atraso é Karina (Isabella Santoni), que aproveita a ausência do pai para se inscrever em uma das lutas. No entanto, Gael se antecipa e pede que os responsáveis pelas inscrições não aceitem o pedido da menina. Esperta, ela não se deixa abater e pede que Pedro (Rafael Vitti) empreste sua identidade para que possa se passar por ele. Mesmo contrariado, o guitarrista aceita ajudar a namorada.

Ainda no campeonato, Wallace (Antônio Carlos) se decepciona mais uma vez com Sol (Jennifer Nascimento). A cantora prometeu ao namorado que iria filmar sua luta, mas não consegue chegar a tempo por conta de uma reunião com Santiago (Tonico Pereira). Ao ver o amigo triste, Bárbara (Ana Rios) se oferece para registrar o momento e ele aceita. Mesmo sem a presença de Sol, Wallace brilha e garante a medalha de ouro em sua categoria. O lutador recebe os cumprimentos de Junior Cigano.

A Academia Khan também conquista medalhas na competição. Nat (Maria Joana) é uma das lutadoras de Lobão que garante um lugar no pódio. Mas a luta mais esperada do dia é a de Duca (Arthur Aguiar) e Cobra (Felipe Simas). Os dois disputam acirradamente o primeiro lugar. Contudo, ao perceber que Nat se aproxima de dona Dalva (Iná de Carvalho), Duca se desconcentra e abre espaço para Cobra dar o bote.

Escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, ‘Malhação’ tem direção de núcleo de José Alvarenga Jr, direção geral de Luiz Henrique Rios e direção de Marcus Figueiredo e Noa Bressane. Vai ao ar logo após o ‘Vale a Pena Ver de Novo’.

Junior Cigano – Foto: Divulgação

Entrevista com Junior Cigano

Você já tinha feito participação em algum projeto de dramaturgia? Qual foi a sensação e como você avalia a experiência?
Não tinha participado em nenhum projeto do gênero até então. Eu estava em êxtase por estar acompanhando e fazendo parte de algo tão marcante e especial como ‘Malhação’.

Tem alguma lembrança curiosa da gravação?
O que me chamou muita atenção, até por eu ser um fã, foi ver o Eriberto Leão em ação interpretando o Gael. Tudo acontecendo ali na minha frente, com tanta qualidade e competência, me fizeram admirá-lo ainda mais.

Na sua opinião, qual a importância de ter a luta como ponto central de uma produção feita para o jovem?
Acredito que tenha sido de extrema importância aproximar o público jovem de ‘Malhação’ desse mundo das lutas, das artes marciais. Uma oportunidade excelente de afastarmos preconceitos e ideias erradas, criadas por narrativas leigas. Luta é saúde e disciplina.

Tem vontade de participar mais uma vez de alguma novela/série?
Tenho sim, adorei sentir o gostinho doce desse mundo incrível da dramaturgia. Me senti muito ator naquela oportunidade (risos). Estou seguro de que desenvolveria outras oportunidades com segurança e capacidade de incorporar cada personagem.

A temporada foi exibida originalmente em 2014. Levando em conta a pandemia e o momento atual, qual mensagem você transmitiria para os jovens de hoje em dia, se pudesse ajudá-los a não desistir de seus sonhos?
Antes de eu tomar a decisão que mudou minha vida, que foi sair da minha cidade natal, aos 16 anos, e tentar a vida em uma outra cidade, tive uma conversa com meu falecido pai, Sebastião, e perguntei o que ele achava de eu tentar a vida, buscar novas e melhores oportunidades em uma cidade grande. Ele me respondeu que se eu tivesse coragem, ele tinha certeza de que trabalho não faltaria. Hoje, eu sou quem sou e estou onde estou, porque meu pai me mostrou que eu tinha tudo o que eu precisava ter para alcançar meus sonhos. Portanto, o melhor que posso desejar a todos é coragem! É ela que te manterá acreditando e, principalmente, confiando em si próprio, nos seus sonhos. Quando você acredita e confia, você tem a paciência necessária para se manter focado na sua verdade.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

maribarcelos
Jornalista por paixão. Música, Novelas, Cinema e Entrevistas. Designer de Moda que não liga para tendência. Apaixonada por música e cinema. Colunista, critica de cinema e da vida dos outros também. Tudo em dobro por favor, inclusive café, pizza e cerveja. Visite: Instagram.com/PortalMariBarcelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *