Paulo Schmidt: Morre premiado escritor vítima da Covid-19. Escritor produzia obra sobre as similaridades entre Bahia e Egito

Faleceu nesta sexta (04/06) o escritor, tradutor e ilustrador Paulo Schmidt, vítima da Covid-19. Ele vivia há 2 anos em Salvador ao lado de Patrícia Braille, sua companheira desde 2012. Paulo Schmidt nasceu em São Paulo e estudou Art & Design em Nova York. Como editor, publicou livros de Victor Hugo, Alexandre Dumas e H. P. Lovecraft.

Em 2008 lançou, pela Geração Editorial, a obra Jack, o Estripador: a verdadeira história, primeiro estudo em língua portuguesa sobre o famigerado assassino vitoriano. Em 2016 lançou, pela editora LeYa, o Guia politicamente incorreto dos presidentes da República, que ficou diversas semanas nas listas de livros mais vendidos do país e ganhou uma edição ampliada e revista no fim de 2017.

Em 2018 lançou, pela Harper Collins Brasil, o livro Cogumelo Jesus e outras teorias bizarras sobre Cristo, que discute as muitas visões alternativas sobre a identidade do Filho de Deus. Nesse mesmo ano, recebeu o Prêmio Cepe de Melhor Romance pela obra Anjo Negro, o qual, no ano seguinte, ficou entre os finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura de 2019.

Encantado pela cidade de Salvador, seu projeto interrompido foi a escrita de um livro comparando a Bahia ao Egito e uma biografia do Duque de Caxias. A cremação acontecerá no Bosque da Paz no dia 05/06.

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

DIKAS e-LIVROS
Divulgação de dicas de livros e e-books, principalmente brasileiros!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *