ArteCult no Teatro: Misery – A peça

 

No dia 30 de abril, o ArteCult.com esteve presente na platéia de “Misery” (@miseryapeca).

A peça é baseada no livro de Stephen King, de 1987, cuja adaptação para o cinema, “Louca Obsessão”, em 1990, ganhou muitos prêmios.

É a história de um escritor que, após acidentar-se, é salvo por uma ex-enfermeira, fã de seus livros. Após ela saber que ele matou sua personagem preferida no último livro da saga, a relação dos dois se desequilibra e caminha para a obscuridade.

“Misery” tem vários significados. É o nome da heroína dos livros de Paul Sheldon, um dos protagonistas da história. Além disso, o autor, Stephen King, afirmou, no passado, que a trama fora inspirada na sua batalha contra o abuso de drogas, que o faziam sentir-se isolado do mundo. Daí, “Misery” seria, também, uma alusão ao próprio estado de espírito do autor. Numa interpretação livre, pode-se pensar, ainda, que é uma referência ao estado de miséria humana a que chegam os personagens.

Foto @miseryapeca

A protagonista Annie Wilkes é uma das personagens mais famosas de Stephen King, possuindo um lado obscuro, obsessivo mas também simpático e amoroso, o que enseja diferentes leituras dramáticas.

A peça se propõe uma leitura diferente da cinematográfica, com vários alívios cômicos e sem maniqueísmos entre a relação do escritor e de sua fã. As escolhas da direção são interessantes e igualmente competentes. É uma excelente oportunidade de entender e apreciar como uma obra se permite várias interpretações e abordagens e quanta riqueza surge do texto literário original, criando essas pontes para o texto dramatúrgico.

Foto de divulgação

Uma curiosidade da montagem é o palco giratório para alternância dos cenários e o uso dos contrarregras como parte do espetáculo, em alguns momentos específicos.

Não percam! A peça permanece em cartaz no Teatro Firjan – Sesi, Centro, Rio de Janeiro, até o dia 05 de junho. No elenco, excelente, estão Mel Lisboa (@mellisboa) como Annie Wilkes, Marcello Airoldi (@marcelloairoldi) como Paul Sheldon e Alexandre Galindo (@alexandregalindo1) como o Xerife Buster.

Equipe ArteCult e seguidores do canal

 

SERVIÇO 

Misery – A Peça

  • Teatro Firjan-Centro (Rio de Janeiro)
  • Avenida Graça Aranha,, 1, Centro, Rio de Janeiro –RJ
  • Sexta às 19h00, Sexta às 20h00, Sábado e Domingo às 18h00  (até 05 de junho)
  • Ingressos: https://www.sympla.com.br/
  • Elenco: Mel Lisboa, Marcello Airoldi, Alexandre Galindo
  • Direção: Eric Lenate.
  • Realização: WB Produções.

 

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Ana Lúcia se formou em Letras (Português-Literatura) em 1993, pela PUC/RJ. Fixou-se em outra carreira. A identidade literária, contudo, está cravada no coração e o olhar interpretativo esgarçado pra sempre. Continua experimentando cursos em que o debate lhe acresça não só à escrita mas à alma. Some-se a isso sua necessidade de falar, sangrar e escorrer pelos textos que lê e escreve e isso nos traz aqui. Escreve ficção em seu blog pessoal (anagosling.com) desde março de 2010 e partilha impressões pessoais num blog na Obvious Magazine (http://obviousmag.org/puro_achismo) desde junho de 2015. Seu texto “Não estamos preparados para sermos pais dos nossos pais” já foi lido por mais de 400 mil pessoas e continua a ser compartilhado nas redes sociais. Aqui o foco é falar de Literatura mas sabe-se que os processos de escrita, as poesias e os contos não estão só nos livros mas na vida em si. Vamos falando de “tudo” que aguçar o olhar, então? Links: Contos, poemas, crônicas: anagosling.com Artigos, crônicas: http://obviousmag.org/puro_achismo Redes Sociais: Twitter: https://twitter.com/gosling_ana Facebook: https://www.facebook.com/analucia.gosling

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *