SEXTAS POÉTICAS : Confira o poema DIÁRIO de Tanussi Cardoso e suas dicas culturais da semana!

 

Oi, amigos e amigas, aqui é o poeta Tanussi Cardoso. Mais um “SEXTAS POÉTICAS” para vocês.

Espero que gostem. Vamos lá:

“A desintegração da persistência da memória” de Salvador Dali (1954)

DIÁRIO

É silêncio e teu ombro pesa.

Todos os teus murmúrios são inúteis

– mesmo a tua ida ao teatro.

Teu corpo, pregado numa cruz imaginária,

foge de ti e te acusa da febre que incendeia o quarto.

Os papéis sobre a mesa do trabalho

contam histórias tristes

e as borboletas nos lagos gelados têm mais vida.

É tudo simples: praias, serras, estradas,

carros, engarrafamentos, shoppings, sonhos.

A palavra é simples, a morte é simples,

as luzes dos altares nada queimam.

Nos mármores das estátuas

quebramos nossos espelhos.

E tudo teima em te acusar:

teu sexo estúpido,

teus amigos imortais,

o amor que não consola,

a família nos retratos,

a faca suja na manteiga

que sangra o pão do dia.

Olhas da janela os pombos mirando os milhos;

olhas o namoro nos fios;

enganas teu rosto com tua paz suspeita.

Teu peito te trai.

Teu poema te trai.

Teu país te trai.

O olho enrugado te trai.

Teu jornal te faz de tolo.

Tuas guerras santas são falsas.

Teu cão te ladra.

Teu gato te arranha.

Enquanto o Sol entra em tua cama

e te cospe no rosto

o ofício de outra manhã a cumprir.

É silêncio e teu ombro pesa.

 

(Tanussi Cardoso: em A medida do deserto, dentro da coletânea Rios, Ibis Libris, 2003)

“DICA DA SEXTA”:

Nesta semana, o “SEXTAS POÉTICAS” recomenda o livro de JACKESON LACERDA – “Má INFLUENCER” (Ventura Editora, 2023).

JACKESON LACERDA é de São Gonçalo, RJ, residente na cidade do Rio de Janeiro, desde a infância. Alguns de seus livros são assinados como JACKSON SALA. É poeta, escritor, jornalista, publicitário, editor e advogado, além de ser Presidente da Casa do Poeta do Rio de Janeiro, membro da APPERJ e membro da Comissão de Cultura da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/RJ. Publicou: “O estilo do meu pecado” (1996), “Grávidos virgens” (2007), “Sai Pelé entra Luizinho – Biografia do jogador de futebol Luizinho das Arábias” (2013), “Jackson Sala – 30 anos de poesia” (2015), entre outros.

A escritora e Presidente da UBE/RJ, EURÍDICE HESPANHOL, diz, na orelha do livro:

“Em Má Influencer, o poeta Jackeson Lacerda afaga a oralidade e deflagra uma realidade sem perder o caminho das causas mais urgentes. (…) As reflexões criadas nos textos perpassam pelos desdobramentos da obra do autor, para que o leitor possa banquetear-se e identificar-se com as imagens elaboradas de maneira firme e, ao mesmo tempo, belas. (…) Má Influencer, um trabalho de excelência para ser lido com cuidado e afeto.”

RICARDO CRAVO ALBIN, presidente do PEN CLUBE DO BRASIL e do INSTITUTO CUTURAL CRAVO ALBIN, afirma, no prefácio:

“(…) o autor vai destilando suas originalidades apresentando sua liberdade de poeta a críticas analíticas e sugestões filosóficas sobre o mundo insondável e misterioso (ao menos para mim) da contemporaneidade tecnológica, dentre outros temas.”

Com vocês, um pouco da poesia do autor:

 

GRANDE

 

Não basta ser grande. / É preciso ser imenso.

Não basta ter glande. / É preciso ser intenso. /

Não bastar ler. / É preciso ser.

Não basta lar. / É preciso lá.

Não basta dó / sem cair em si.

Não basta o mar. / É preciso amar.

Não sem antes abraçar, / fluidificar,

significar, / purificar.

Não basta. / Nunca basta.

(Jackeson Lacerda)

 

“DICAS DE EVENTOS”:

 

– Até hoje, dia 31 de maio, a Revista Eletrônica CHICOS, de Cataguases, aceitará colaborações (poemas ou textos), para a sua edição de inverno. Enviar foto e minibio para o e-mail chicoskta@gmail.com

 

– Até 02 de junho, de terça a sábado, das 9h às 18h, BRACKBERRY, Palavra e Imagem, exposição de WALTER SILVEIRA, com curadoria de DANIEL RANGEL. Local: Sesc São Gonçalo, Av. Pres. Kennedy, 755 – Estrela do Norte, São Gonçalo. Entrada franca.

 

 

– Dia 3 de junho, às 17h, “CONVERSA COM O MAESTRO GIL JARDIM”. Local: Academia Brasileira de Letras. Entrada franca.

 

– Dia 4 de junho, as16h, JEFERSON TENÓRIO apresentará a palestra: “MACHADO DE ASSIS: O DEVIR NEGRO NA LITERATURA BRASILEIRA“, dentro do Ciclo de Conferências: “Machado de Assis e a questão racial”, organização de HELOÍSA TEIXEIRA e coordenação geral de ANTÔNIO CARLOS SECCHIN. Local: ABL, Av. Presidente Wilson, 203, Castelo. Entrada franca

 

– Dia 5 de junho, às 18h, a APPERJ – Associação Profissional de Poetas no Estado do Rio de Janeiro apresentará o seu “VI PRÊMIO APPERJ 2024”, com os “Destaques 2023”, em 7 categorias: Sarau; Sarau Revelação; Melhor Autor Apperjiano (conjunto da obra); Projeto Sociocultural Esportivo; Artista Musical: Excelência Artística; e Produção Cultural. Local: Restaurante Taberna da Glória, Rua do Russel, 32, Glória.

 

– Dia 5 de junho, às 18h, o MUSEU JANETE COSTA DE ARTE POPULAR convida para a abertura da Exposição “O BICHO TÁ PEGANDO”, em celebração ao “Dia Mundial do Meio Ambiente”. Curadoria de JORGE MENDES, abordando a questão das mudanças climáticas e seus impactos negativos na vida humana e para uma sociedade mais sustentável. A direção do Museu é de DANIELA MAGALHÃES. Visitação: terça a domingo, das 10h às 17h. ATÉ 20 de outubro. Local: Rua Presidente Domiciano, 178, Ingá, Niterói. Gratuito.

 

Dia 5 de junho, às 19h (abertura das portas às 18h), a ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DO RIO DE JANEIRO OSJRJ (Orquestra Residente da PUC-Rio), tendo como solista (piano), ARNALDO COHEN e Regência de CLÁUDIO CRUZ, dá seguimento a temporada que celebra os seus 10 anos, apresentando obras de ROSSINI, RACHMANINOFF e BRAHMS. Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Praça Floriano s/n, Centro. Não será permitida a entrada de bermuda e/ou chinelos. Preços a partir de R$ 15,00.

 

– Dia 6 de junho, às 20h, “LIVE-PAPO PASSARELA DA POESIA DA CASAMARELINHA”, onde a poeta ROSE ARAUJO entrevistará a poeta THEREZA CHRISTINA ROCQUE DA MOTTA. Local: Instagram @passareladapoesia

 

– Dia 6 de junho, às 16h, “SEMEIA 2024”, comemorando a “Semana do Meio Ambiente”, o cacique RAONI METUKTIRE participa de uma conversa sobre o lançamento do minidocumentário “O CHAMADO DO CACIQUE: HERANÇA, TERRA E FUTURO”. Local: Museu do Amanhã. Gratuito.

 

– Dia 8 de junho, às 20h30, “SERESTA DOS NAMORADOS”, com JOÃO FRANCISCO NEVES e KARINA DUQUE ESTRADA. O melhor da música romântica brasileira de todos os tempos (Lupicínio, Tom, Vinicius, Cartola, Roberto, Erasmo, Cazuza e muitos mais.) Local: Teatro Brigitte Blair, Rua Miguel Lemos, 51, Copacabana. Ingressos: R$ 45,00 e R$ 90,00.

 

– Até 8 de junho, segue a coletiva “ANJOS COM ARMAS”, com cerca de 50 obras de artistas como LYGIA CLARK, HÉLIO OITICICA e SÉRGIO CAMARGO. Local: Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente 300, Botafogo. Segunda a sexta, das 10h às 18h; Sábado, até às 16h.

 

– Até 13 de junho, inscrições abertas para 66ª edição do PRÊMIO JABUTI, da Câmara Brasileira do Livro. Serão 22 categorias de premiações, entre Literatura, Não ficção, Produção editorial e Inovação. Informações: https://www.premiojabuti.com.br/

 

– Dia 15 de junho, às 15h, lançamento da “PONTE DE VERSOS – ANTOLOGIA 25 ANOS” (Ibis Libris), com 78 poetas que se reúnem desde 1999, no “Dia Oficial da Ponte de Versos”, organização da poeta THEREZA CHRISTINA ROCQUE DA MOTTA, com fotos de VITOR VOGEL. Local: Blooks Livraria, Praia de Botafogo, 316, Espaço Itaú de Cinema.

 

– Até 17 de junho, estarão abertas as inscrições para o “4º PRÊMIO MICROCONTO DE OURO 2024”, da Casa Brasileira de Livros, com a premiação de R$ 4.004,00 para o 1º lugar; R$ 2.004,00 para o 2º lugar e R$ 1.504,00 para o 3º lugar. Além disso, um livro com TODOS os selecionados será editado em formato físico e digital, e cada autor receberá um exemplar do livro. Taxa de inscrição: R$17,00. Dúvidas e regulamento: atendimento@casabrasileiradelivros.com

 

– Até 21 de julho, das 12h às 18h, (entrada até às 17h15), “RIO: DESEJO DE UMA CIDADE (1904-2024)”, exposição que reúne 139 peças e 75 artistas, com curadoria de Lauro Cavalcanti, Marcia Mello e Victor Burton. Local: Casa Roberto Marinho, rua Cosme Velho, 1.105. De terça a domingo. Ingressos R$ 10,00. Às quartas, grátis.

 

– Até 31 de agosto, a “9ª edição do PRÊMIO KINDLE DE LITERATURA”, promovida pela Amazon Brasil, em parceria com o Grupo Editorial Record e a Audible, para romances inéditos. Premiação de R$ 50 mil e publicação da obra. Informações no site da Amazon.

NOTA FINAL:

Izabel Teixeira. @izabel.c.teixeira

Com gratidão e muito orgulhoso, fecho a coluna de hoje com um poema da amiga e poeta, IZABEL TEIXEIRA, de Cacoal, Rondônia, trabalhadora na colheita de café, que, além de me citar em sua poesia, me deixando muito feliz, me disse, certa vez:

“Não é a dura vida que me impede de sonhar. Enquanto trabalho, minha mente viaja, cria asas, visita lugares”.

É dela, o poema que segue abaixo, com todo meu carinho afetuoso e agradecido.

 

Quando alguém perguntar por mim,

diga que fui embora nas asas das

oportunidades.

Não sou fixa, posso

facilmente sair de um estado para outro,

se estou líquido posso evaporar, assim

como posso condensar e voltar, mas

nunca para o mesmo lugar.

Quando sou brisa e não gostar da direção,

torno-me um leve redemoinho e saio

quase imperceptível.

Sou poesia e se

perguntarem por mim diga-lhes que virei

poema na boca de Tanussi.

(IZABEL TEIXEIRA)

Clique AQUI para ver o post com o poema.

Até à próxima Sextas Poéticas. Grande abraço do Tanussi Cardoso.

 

 

TANUSSI CARDOSO

www.tanussicardoso.com.br

 

Confira as colunas do Projeto AC Versos & Prosas:


com Ana Lúcia Gosling

com César Manzolillo


com Tanussi Cardoso

 

 

Author

Poeta. Letrista. Crítico literário. Jornalista. Advogado. Em 1995 sua composição “Viver a vida” (c/ Amarildo Silva) foi incluída no CD “Rios Afluentes”, de Amarildo Silva. O mesmo parceiro gravou em 1997 “Barraco vazio”, parceria de ambos, no CD “Estação”, também de Amarildo Silva. Em 1999 o grupo Cambada Mineira regravou “Viver a vida”, parceria com Amarildo Silva, um dos integrantes do grupo. No ano 2000 Rosi Sanga interpretou o poema “Das dores de amor” no CD “Femup 2000”, de música e poesias premiadas no “XXXV Festival de Música e Poesia”, da Fundação Cultural de Paranavaí, do Estado do Paraná. No ano participou do “Concurso Internacional de Poesias Cantinho do Poeta”, tendo seu poema “Sobre o mar”, sido incluído em CD lançado pelo Selo Rickmarc – Publishing, na Inglaterra. Sua composição “Beco com saídas” foi incluída no CD “Gata de rua”, da parceira Sandra Bernardo. Em 2003 sua parceira Delayne Brasil, no CD “Nota no verso”, incluiu “Veredicto” e “Lábios que beijei”, parcerias de ambos. Neste mesmo ano participou, ao lado de Euclides Amaral, Marko Andrade, Zezé Motta e Noca da Portela, do projeto “Conexão Solidária”, no teatro do Sesc da Tijuca. Em 2004, no CD “Virgem Sertão Roseano”, de Amaraildo Silva, o parceiro interpretou “Canção pra Diadorim”, “Cruz do sertão” e a faixa-título, as três, parcerias de ambos. No ano de 2010 lançou o livro “50 poemas escolhidos pelo autor” (Edições Galo Branco & Casa de Cultural Laura Alvim), na Casa de Cultura Laura Alvin, em Ipanema. Participou, com Salgado Maranhão, do programa “Espaço Aberto – Literatura”, de Claufe Rodrigues, na Globo News.

8 comments

  • Tanussi, o Sextas Poéticas está ficando cada vez mais aguardado com ansiedade. Seu poema sempre muito bom, que faz a gente pensar, as indicações nos levam ao conhecimento de novos poetas sempre bem escolhidos e os eventos do mês nos dão uma dimensão do espaço que a cultura vem ocupando no nosso país e nos permite escolher um bom evento. Obrigada por seu imenso trabalho em prol de nossa cultura.

  • Sextas Poéticas é um manjar literário, recheado de muitas dicas culturais. Que prazer poder ter acesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *