Literatura

E a escola, o que é?

E a escola, o que é?

  Todo santo dia se vê, por aí, alguém ou alguma instituição com a difícil missão de incentivar a leitura. Muitas e boas ideias, pequenas e grandes ações, em geral muito trabalhosas e nem sempre gratificantes. Algumas simples iniciativas solitárias,…
Somos todos um só

Somos todos um só

O clarão dos relâmpagos revelava, de um lado e de outro, olhos arregalados pela prudência ou pelo medo. Metais reluziam impondo a força esmagadora das armas, a soberania engalanada afiançada pela história. Do outro lado, acuados, sem defesa, o reflexo…
O dom de surpreender

O dom de surpreender

  “Prezado Marco, se tiver tempo, por favor, leia o que escrevi depois que você falou do filme ‘O Segredo dos Seus Olhos’. Fiquei muito empolgada e deu uma vontade danada de escrever. Comecei como se alguém fosse fazer um…
Por trás do texto

Por trás do texto

Vou contar uma história. Em geral, estas quatro palavras, juntas, ganham a atenção de quem está por perto e atento ao palestrante. Aprendemos, desde cedo, a ouvir historinhas de ninar, casos, fábulas contadas pelas doces vozes de mães, pais ou…
Futuro do Indicativo

Futuro do Indicativo

Até agora, o pensamento clássico tem sido unidimensional, organizado de forma a uniformizar, linearmente, o entendimento. A escrita e a leitura ocidentais se ajustam ao padrão, ou vice-versa. O texto, seja didático, ficcional, científico não “deve” ser apresentado fora deste…
O que você está lendo?

O que você está lendo?

Ao encontrar o amigo Reinaldo Pimenta, logo após passarmos pelas perguntas clichês a cujas respostas ninguém presta atenção – a não ser que sejam trágicas -,  ele indaga: o que você está lendo? Como nos encontramos irregularmente, algumas vezes por…
Leva e Traz

Leva e Traz

Cena 1 O velho fusca branco corta a veia marrom, quase rosa, por entre as montanhas. Pulsa no ritmo da emoção, miríade de sonhos e expectativas. No comando, tal qual o timoneiro da Arca de boas novas, Estrela segue o…
Rótulos e a invisibilidade

Rótulos e a invisibilidade

Heitor Villa-Lobos, ao ser apresentado como compositor brasileiro, reagia indignado: “Não sou um compositor brasileiro, sou músico e faço música universal”. Os rótulos sempre existiram para indivíduos, grupos ou movimentos. Foi lá pelo final da década de 1940 que uns…