Dança da vitória

rahimov2

Como fiel carioca que sou, não pude deixar de participar desse megaevento esportivo que é a Rio 2016. Fui com meu marido a algumas competições. Uma delas, de levantamento de peso, me surpreendeu muito.

Um esporte viril, muito ligado à força masculina, testosterona por todo lado, mas que não se furta a momentos de arte. Como a dança da celebração do atleta do Cazaquistão Nijat Rahimov. Veja abaixo:

Foram segundos apenas, nos quais a alegria pela vitória foi tão imensa que só mesmo com uma dança foi possível celebrar!

Musculatura definida e moldada para suportar muito peso, veias pulsando, o olhar aberto, o grito libertador. Isso tudo veio acompanhado pelo embalo de suas mãos e pés pulsados pela batida do coração. Assim foi a competição entre os atletas participantes do levantamento de peso.

Estamos falando de mais de 214 kg suportados por um corpo humano. E Rahimov leva o ouro na categoria até 77 kg.

Quando a razão extrapola a emoção, eles dançam. A expressão corporal dos atletas, quando conquistam um recorde ou vencem uma competição, é inevitavelmente caracterizada pela dança. É a dança da vitória para celebrar e reverenciar tamanha emoção.

No futebol, isso tão comum que dá até para fazer um videoclipe!

Você mesmo já deve ter passado por isso… Viveu um momento tão único e intenso que só as palavras não podiam expressar. O corpo inteiro grita, celebra! Utilizamos nossos recursos sonoros e nossos movimentos corporais para comunicar um sentimento inexplicável. É nesse momento que dançamos.

Pode ser em forma de saltos, passinhos combinados, em grupo, duplas ou solo, como esse presenciei após a vitória do fortão Rahimov.

Até os mais fortes dançam. No dia 10 de agosto de 2016, o campeão não se conteve: primeiro gritou, depois abraçou a equipe técnica, e finalmente dançou após quebrar o recorde olímpico. Mais do que nunca, a dança está presente e viva nos momentos inesquecíveis desses atletas dançarinos. E dos nossos, simples mortais, também!

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Marcelle Banks
Sou Marcelle Pereira Soares Banks, a.k.a Celle Banks. Sou profissional com 10 anos de experiência na área de comunicação, com passagem pelo setor acadêmico privado e público, me formei em Comunicação Social na Universidade Federal Fluminense (UFF) e fiz o curso de Dança Contemporânea na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Há 12 anos, atuo profissionalmente como Bailarina, Designer, Coreógrafa e Publicitária. Amante das Artes Culturais e Sociais, sou empreendedora e promotora da diversidade cultural. Tenho um enorme desejo de me comunicar com as pessoas e escolhi fazer isso através da dança. Gosto de compartilhar com os outros a minha paixão pela dança. Meu maior interesse é estudar a diversidade de danças através do olhar contemporâneo, das danças tradicionais às urbanas. Já me apresentei em universidades, festivais e teatros do Brasil. Nos Estados Unidos, desenvolvo atualmente um trabalho sobre a investigação de danças tradicionais brasileiras. Essas obras têm aparecido em Festivais Internacionais. Em 2015, me mudei para a Argentina e aprimorei meus estudos a partir de fontes de universidades locais, como Universidad Nacional de las Artes. Divido-me entre Buenos Aires, Des Moines, Rio de Janeiro e Florianópolis, sempre embalada na minha paixão pela família e pela dança