Dança para Crianças

5 - image

Fotos: Lu Barcelos – Chocolate Fotografias

Preparando o clima para o mês da Criança, decidi dedicar, todos os meses, até outubro, um texto especial para essa nova geração de pequenos dançarinos. Cada vez mais, a dança, como arte, se comunica com outras artes e áreas do conhecimento para desenvolver e facilitar a aprendizagem e, também, despertar outras formas de ver e pensar o mundo em que vivemos.

Um bom exemplo disso é a Escola Nuvem, que fica em Goiânia (capital de Goiás).

Conversando com Carolina Isaac, fundadora da Escola, descobri que é um espaço dedicado ao ensino de crianças a partir de 3 anos de idade, adolescentes e adultos também. Ela me contou que o foco principal do trabalho é o desenvolvimento da Criatividade conectada às demandas do mundo contemporâneo.

Carolina é artística plástica, fez curso de Art Business pela Escola São Paulo e inúmeros cursos na área de Artes Visuais, além de atuar como curadora independente. Ela disse que adora gente cujo olho brilha quando fala. E criança é isso! Tem os olhos encantados, parodiando Rubem Alves.

1 - image

Fiquei sabendo também que a Escola possui duas vertentes de trabalho: uma com foco artístico e outra tecnológico. “A parte artística tem como fundamento básico o aprendizado interdisciplinar através das diversas linguagens artísticas: Música, Teatro, Dança e Artes Visuais. Estas linguagens estão sempre interligadas por um fio condutor único, estimulando o aluno a pensar integralmente em todos os momentos e, principalmente, a conectar a aprendizagem aos seus próprios interesses e experiências de vida.”

É uma bela maneira de buscar uma formação integral pois, além das habilidades artísticas, o pensamento, a elaboração, a ação e a reflexão são também desenvolvidos. O aluno acaba sendo capaz de elaborar soluções criativas, entender diferenças e explorar os múltiplos significados do mundo que o cerca. E todo mundo sabe que essas habilidades estão sendo cada vez mais requisitadas no mercado de trabalho hoje …

Achei bem interessante o foco no aprendizado tecnológico. A robótica, por exemplo, desenvolve capacidades de lógica, matemática e física através de conceitos de engenharia mecânica e eletrônica. O curso de Programação em Computadores para crianças e jovens é o primeiro em Goiânia que visa ao aprendizado da linguagem de programação através de ferramentas de gamificação desenvolvidas pelo Google, Microsoft e outras empresas. O aluno desenvolve a aprendizagem em inglês, física, criatividade e muito mais.

2 - image

“Sabemos que, para se preparar para o futuro, precisamos estar totalmente conectados com o presente, com o que está acontecendo agora. Assim, a Nuvem prepara o aluno para se adaptar às demandas atuais de forma eficaz, leve e criativa”, diz Carolina.

Ela afirma ainda que dialogar com o público infantil requer carinho, experiência e atenção mas, principalmente, estar atento às necessidades que as crianças têm de aprendizado e desenvolvimento no presente que irão auxiliá-las no futuro. Por isso, o slogan da Escola Nuvem é  “Um mundo melhor começa agora”.

Adulto também se diverte com aulas de dança contemporânea e teatro, além de cursos de curta duração, palestras, workshops, espetáculos ligados à arte, cultura e tecnologia.

Notem que o sistema interdisciplinar de ensino é o diferencial de ensino no cenário contemporâneo. Segundo Carolina, a escola Nuvem busca o que há de mais inovador no ensino de Artes e nos movimentos artísticos  e procura introduzi-los de forma unificada e conectada. É o que já fazem alguns países que revolucionaram seus sistemas educacionais, como a Finlândia, que aboliu do currículo a divisão de disciplinas.

3 - image

Mas, será que tanta inovação funciona, em uma sociedade ainda tão cartesiana como a nossa? Parece que sim, segundo a fundadora da Nuvem. Os resultados dessa metodologia com a educação global são promissores  em todos os sentidos. “Cada área artística complementa o desenvolvimento da criança em diferentes aspectos. A Dança, por exemplo, faz com que a criança rapidamente desenvolva a coordenação motora, as noções espaciais, o autoconhecimento, os limites,  reduz a timidez e muito mais.”

Carolina acredita que seu sonho é possível: o de transformar as crianças em seres capazes de modificar e melhorar o mundo, independentemente da área em que forem atuar, utilizando a criatividade e o autoconhecimento para tal.

Quer saber mais? Visite o site da Escola Nuvem.

http://www.escolanuvem.com.br/

Veja também o canal do Youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCHEtSN5fIuKI7X6eYvXUBpQ

Facebook:

https://www.faceboeok.com/escolanuvem/

Instagram:

https://www.instagram.com/escolanuvem

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Marcelle Banks
Sou Marcelle Pereira Soares Banks, a.k.a Celle Banks. Sou profissional com 10 anos de experiência na área de comunicação, com passagem pelo setor acadêmico privado e público, me formei em Comunicação Social na Universidade Federal Fluminense (UFF) e fiz o curso de Dança Contemporânea na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Há 12 anos, atuo profissionalmente como Bailarina, Designer, Coreógrafa e Publicitária. Amante das Artes Culturais e Sociais, sou empreendedora e promotora da diversidade cultural. Tenho um enorme desejo de me comunicar com as pessoas e escolhi fazer isso através da dança. Gosto de compartilhar com os outros a minha paixão pela dança. Meu maior interesse é estudar a diversidade de danças através do olhar contemporâneo, das danças tradicionais às urbanas. Já me apresentei em universidades, festivais e teatros do Brasil. Nos Estados Unidos, desenvolvo atualmente um trabalho sobre a investigação de danças tradicionais brasileiras. Essas obras têm aparecido em Festivais Internacionais. Em 2015, me mudei para a Argentina e aprimorei meus estudos a partir de fontes de universidades locais, como Universidad Nacional de las Artes. Divido-me entre Buenos Aires, Des Moines, Rio de Janeiro e Florianópolis, sempre embalada na minha paixão pela família e pela dança