Comandante fala sobre a estreia da nova temporada do ‘The Masked Singer Brasil’

Está chegando a hora de ligar o modo detetive para descobrir quem são os mascarados do ‘The Masked Singer Brasil”. No próximo domingo, o público tem um encontro marcado com Ivete Sangalo, às 15h45, na TV Globo.

“Eu estou muito feliz, primeiro por estar à frente de um programa dessa grandeza, com esse alcance, mas, acima de tudo, agora, principalmente, com esse novo horário, eu nunca imaginei que seria uma apresentadora de programa de domingo. Eu acho que o grande barato é levar para as pessoas em casa uma leveza nesses tempos tão complicados para nós, algo que nos tire dessa realidade e nos transporte para um mundo de fantasia, que é o que está acontecendo”, vibra a apresentadora

‘The Masked Singer Brasil’ é uma coprodução TV Globo e Endemol Shine Brasil, baseado no formato sul-coreano criado pela Mun Hwa Broadcasting Corp, tem supervisão artística de Adriano Ricco (TV Globo) e direção de Marcelo Amiky (Endemol Shine Brasil).

Entrevista com Ivete Sangalo

O que o público pode esperar dessa segunda temporada do ‘The Masked Singer Brasil’?
Embora a ideia do programa sempre tenha sido essa coisa linda e grandiosa, O ‘The Masked Singer’ é surpreendente para nós também, que estamos dentro do projeto; parecia um sonho, algo inimaginável, de estrutura e ideia. E a maneira como o público se envolveu foi tão forte, tão intenso, que o próprio programa foi criando formas de se apresentar. Temos muitas novidades, acréscimos deliciosos, os jurados, que são um show à parte, porque além dos espetáculos, têm as opiniões, a diversão, a alegria. Nessa temporada temos Priscilla Alcântara em um local que ela entrou muitas vezes para dar entrevista, mas agora o cenário está maior, o número de participantes é maior. Foi impressionante a quantidade de artistas que se pronunciaram para poder participar desse projeto. E tudo o que você puder imaginar de tecnologia, de luxo e de diversão para incrementar o entretenimento avassalador que é o ‘The Masked Singer Brasil’ está sendo feito.

Como é para você, como apresentadora, estar no comando de um programa nas tardes de domingo?
Eu sou uma telespectadora do domingo, a vida inteira me reuni com minha família em frente à televisão nesse dia, que a gente reservava para ficar mais em casa, conversando, se divertindo. Eu estou muito feliz, primeiro por estar à frente de um programa dessa grandeza, com esse alcance, mas, acima de tudo, agora, principalmente, com esse horário de domingo. Eu nunca imaginei que seria uma apresentadora de programa de domingo. E o fato de ser no horário da tarde traz um alcance para as crianças, e isso me dá uma energia redobrada. Eu penso nos meus filhos assistindo ao programa, penso nos filhos dos meus amigos e em um monte de crianças que gostam do ‘The Masked Singer’. Eu acho que o grande barato é levar para as pessoas em casa uma leveza nesses tempos tão complicados para nós, algo que nos tire dessa realidade e nos leve para um mundo de fantasia, que é o que está acontecendo.

O que você acha que é preciso para ser um ‘The Masked Singer’?
Sonhar! Tudo o que acontece aqui, quando a gente fecha os olhos, pensa que só poderia ver uma coisa dessas num sonho. Acho que nunca perder a conexão com o lúdico, com o que nos parece uma realidade impossível… Eu acho que o ‘The Masked Singer Brasil’ é um alimento da imaginação, que é algo que precisamos para não sucumbirmos à realidade.

Nessa temporada você vai continuar sem saber quem são os mascarados?
E que graça teria eu saber de todos os mascarados, se eu posso vivenciar com a plateia, emocionalmente, o mesmo caminho que eles? Que delícia não saber quem são. Eu seguro essa vontade e mato a minha curiosidade junto ao público. Gosto de ajudar a achar as pistas e fazer desta festa um grande bolão da família brasileira.

Nessa temporada nós temos mais mascarados e, consequentemente, mais fantasias. Como vai ser?
Temos um casting incrível nesse programa, artistas que estão disponíveis para levar essa alegria para dentro das casas. Isso é muito mágico. Os participantes têm o sonho de estar naquela fantasia, vivenciando algo que é completamente inusitado. Isso é muito lindo. É um universo muito diverso em que todo mundo pode participar, de uma forma muito democrática e, acima de tudo, é lindo, é divertido, é bem cuidado. As fantasias todas estão dentro do que nos reúne nesse país; o Brasil é um país continental, diverso culturalmente. O que não nos falta é argumento para homenagear culturalmente o nosso país com as fantasias. Isso é um critério do formato brasileiro, do nosso programa.

Ivete, Jurados e Priscilla Alcantara no ‘The Masked Singer Brasil’ – Foto: Globo / Maurício Fidalgo

Como está sendo a chegada da Tatá no time de jurados? E a Priscilla nos bastidores?
Nós temos uma nova jurada que é amada por todos, que é uma grande humorista, uma grande atriz, uma comunicadora nata, minha amiga querida, divertidíssima, criativa, que se encaixa lindamente dentro da proposta, que é a Tatá Werneck, que dispensa apresentações. A Priscilla, além de ser uma grande cantora, ela também tem uma alma de comunicadora. Ela é falante, inteligente, tem um poder, é muito fluido para ela, muito tranquilo comunicar.

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Jornalista por paixão. Música, Novelas, Cinema e Entrevistas. Designer de Moda que não liga para tendência. Apaixonada por música e cinema. Colunista, critica de cinema e da vida dos outros também. Tudo em dobro por favor, inclusive café, pizza e cerveja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *