Coletivo Oriente-se tem curta premiado no Independent Shorts Awards – ISA – em Hollywood

Independent Shorts Awards – ISA. Um dos importantes premios do IMDb

mencionado anteriormente no AC, o Coletivo Oriente-se tem mais uma vitória a celebrar neste ano. Foi escolhido pelo Independent Shorts Awards (ISA) como melhor curta-metragem de crime (“A Caixa” , dirigido por Renata Jesion, ainda inédito no país) do ano e ganhou a Medalha de Prata na categoria. Concorreu com vários outros curtas do mundo inteiro.

A importância do prêmio é a visibilidade internacional já que o ISA é uma premiação reconhecida pelo IMDb – Internet Movie Data base – maior site de informação sobre filmes na Internet. Estar elencado como premiação no IMDb significa que critérios para selecionar e premiar filmes são aceitos pela comunidade cinematográfica. Daí o duplo feito pelo Coletivo: de um lado ser reconhecido por especialistas da área e, do outro, ter a possibilidade de ter o trabalho divulgado em plataformas digitais em todo mundo.

“‘A Caixa’ acaba também de receber o prêmio de melhor direção (Renata Jesion) no 2º Festival de Cinema de Muriaé, deixando 617 outros curtas para trás. ‘A Caixa’ aguarda seguir carreira significativa, aguardando a seleção em mais de 20 Festivais Nacionais e Internacionais…”, segundo Edson Kameda, um dos integrantes do grupo.

 

Boa sorte e sucesso ao grupo !!!!

Trailer – A Caixa

. Trailer de “A Caixa”

. Coletivo Oriente-se: site e Facebook

. Independent Shorts Awards: site e Facebook

 

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

Andréa Assis
Carioca, mas paulistana da gema radicada há mais de 20 anos na capital. Formada em Relações Internacionais, tem mestrado em Administração de Empresas em Lyon, na França. Orgulhosa da cidade onde vive, adora mostrá-la aos visitantes, sejam eles brasileiros ou não. Procura sempre descobrir lugares novos e diferentes, por isso sempre se mantém atualizada sobre o que acontece nestas bandas. Para isso, vai sempre às exposições que pipocam aqui e acolá e é sobre elas que pretende lançar seu olhar crítico que não se restringe só às obras, aos trabalhos expostos, mas também ao ambiente: como estão organizadas, se existem informações para os visitantes, enfim, se vale a pena o leitor investir o seu tempo para ir vê-las. Eventualmente, faz críticas de filmes, mas prefere deixá-las aos mais habilitados. Mas não deixa de acompanhar os lançamentos. Humildemente, pede ao leitor paciência para com o que ele lê aqui no espaço, pois a escritura e análise pedem apuro ao longo do tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *