After: um romance adolescente com muitos conflitos

Nem todas as estréias de romance adolescente se concentram na Netflix. É inegável que a plataforma de streaming tomou gosto pelo gênero e vem entregando muitos títulos, mas o novo “After‘, baseado no livro homônimo da autora Anna Todd, é um exceção a regra e está em exibição nos cinemas do País.

Confesso que o gênero não é de longe dos meus favoritos, mas, eu precisava conferir o último trabalho de Selma Blair antes da descoberta da esclerose múltipla que a atriz está enfrentando, comunicado em outubro do ano passado. Sempre fui muito entusiasta da atriz, que fez filmes, como Tudo para Ficar com Ele, Pânico 2, Segundas Intenções entre outros.

A atriz surge com a beleza que lhe é peculiar, e como de se esperar, sem nenhuma sequela da esclerose, visto que o filme foi gravado em meados de 2018, antes da descoberta e anuncio pela atriz.

Voltando para o filme, ele não escapa do formato romance adolescente de 3 atos, onde existe a novidade, a briga e o felizes para sempre, mas aqui com algumas boas peculiaridades. O filme vai e volta neste formato umas 3x, o que o torna mais cansativo que o normal. Os protagonistas vividos por Josephine Langford e Hero Fiennes-Tiffin estão se conhecendo, brigam, voltam de onde pararam, brigam de novo, depois voltam com mais entusiasmo e brigam mais uma vez. Literalmente Anna Todd entendeu bem da atmosfera adolescente para escrever seu livro. Só não sei se a adaptação para o cinema ficou interessante com estes 3 atos com um total de 6 reviravoltas. Dinâmico, não podemos negar que ficou.

Nada irrita mais que o argumento do maior conflito em cena. É tão patético e desolador que eu senti vergonha alheia por todos que estavam na sala de cinema comigo. Mas, ao menos ele serviu para me acalmar com a proximidade do fim. Os atores, por mais crus que ainda estejam, entregam uma boa performance diante de um roteiro tão problemático, e a química entre ambos, sinceramente, é o que salva o projeto. Podemos destacar a fotografia que também faz um papel interessante, transformando algumas cenas em uma pintura.

Sinceramente não li o livro, mas acredito que ele deva aprofundar melhor alguns dos pontos interessantes abordados na trama, como a mãe de Hardin e a relação com seu pai (que somos convidados a entender o ápice dos problemas de ambos no casamento do pai) e o passado de Tessa que também se resume a uma frase sobre as dificuldades enfrentadas por ela.

Claro que dessa forma o filme foca naquilo que entrega de melhor: um legítimo romance adolescente com a fase da descoberta.

Se ainda não ouvir falar do filme, dá uma olhada no trailler:

 

 

 

 

 

 

Bons filmes e nos vemos em breve! 😉

JOÃO FRANÇA FILHO (@CINESTIMADO)

Siga nosso Instagram!

 

 

Acompanhem-nos em nossas redes sociais:

@artecult , @cinemaecompanhia , @tiltcine@cabinesete ,  @cinestimado e @resetdepoisdever

Acompanhe o resumo do dia do universo de Cinema & Séries:

Faça abaixo um comentário sobre este artigo. PARTICIPE!

Comentários (utilize sua conta no Facebook):

Powered by Facebook Comments

Author

JOÃO FRANÇA FILHO
Sou natural de São Paulo e minha paixão pelo cinema começou quando tinha 15 anos. Meu irmão tinha uma das hoje extintas videolocadoras, a qual tive o prazer de trabalhar, e entre a abertura e o fechamento dela aos domingos (dia em que ficava por lá), colocava vários títulos para rodarem pela televisão, o que foi aguçando minha paixão pela sétima arte. A necessidade de escrever, no entanto, começou depois. Não lembro ao certo quando, mas, o fato de assistir um bom filme no cinema e muitas vezes não ter com quem compartilhar, me deixava literalmente engasgado. Foi assim que comecei a escrever críticas em meu facebook pessoal e, em uma experiência profissional no Rio de Janeiro, uma amiga me alertou que queria divulgar mais minhas críticas para seus amigos, e que talvez seria legal eu pensar num perfil que não pessoal. Foi ai que nasceu o @cinestimado. Administrador de formação e pós graduado em finanças corporativas, apaixonado pela minha profissão, tenho em meus textos comentários técnicos do que aprendo por curiosidade lendo sobre cinema e principalmente pela paixão que tenho pela sétima arte. instagram.com/cinestimado e e-mail para contato: jb.francafo@gmail.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *